Saúde do DF publica portaria para remanejamento de servidores para combate a Covid-19

2678
Print Friendly, PDF & Email

ADMC, Hemocentro, Fepecs, HCB e IGESDF estão entre as unidades passíveis de cessão de servidores

Por Kleber Karpov

A secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF), publicou no Diário Oficial do DF (DODF), desta quarta-feira (8/Abr), a Portaria 220/2020, que aprovou normas para lotação e movimentação provisória dos servidores da SES-DF, durante período de enfrentamento da emergência em saúde pública decorrente do coronavírus (Covid-19).

Dentre as unidades da Secretaria que devem ceder profissionais de saúde estão a Administração Central da SES-DF (ADMC) a Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (FEPECS) o Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) a Fundação Hemocentro de Brasília (Hemocentro) e o Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do DF (IGESDF).

De acordo com a Portaria 220/2020, as transferências dessas unidades, devem ser provisórias e, passado a crise com a pandemia da Covid-19, os profissionais de saúde devem retornar aos órgãos de origem.

Nomeações

A Portaria prevê ainda, casos de nomeações, a exemplo de enfermeiros obstetras, que eventualmente ocorra, ao longo da pandemia, que esses devem assumir a função de enfermeiros generalistas. Porém, após a crise com a Covid-19, esses devem assumir as funções para as quais foram nomeados.

Questionamentos

Após publicação da Portaria, concursados que aguardam nomeação, questionaram a menção aos enfermeiros obstetras, e a falta de menção aos enfermeiros da Estratégia Saúde da Família (ESF).

O deputado distrital, Jorge Vianna (Podemos), conversou com o secretário-adjunta de Assistência à Saúde da SES-DF, Ricardo Tavares Mendes, e a publicação deve passar por uma reedição para que se conste os ESFs, no contexto da Portaria.

Rede Sarah

Fonte de Política Distrital (PD), sob sigilo de identidade, aponta que o secretário de Estado de Saúde do DF, Francisco Araújo, caso precise, deve solicitar também, unidade do Lago Norte, da Rede Sarah, para dar suporte ao atendimento aos pacientes com a Covi-19.

Matéria publicada por PD (2/Abr), trouxe denúncia do deputado distrital, João Cardoso (AVANTE), sobre a subutilização da unidade do Lago Norte que mantém 60 apartamentos, com um total de 120 leitos vazios.

Confira a Portaria 220

Atualização: 08/04/2020 às 16h19