HRAN passa para atendimento exclusivo de pacientes com coronavírus

Atendimentos de emergência serão transferidos para HUB e Hmib

236
Print Friendly, PDF & Email

Atendimentos de emergência serão transferidos para HUB e Hmib

Por Ana Paula Oliveira

A Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) informou, nesta segunda-feira (06/04), que o Hospital Regional da Asa Norte (HRAN) deve passar a atender exclusivamente, casos de pacientes com coronavírus (Covid-19), com excessão de vítimas de queimaduras. Segundo a SES 90% dos pacientes, que estavam internados no local, já foram transferidos para outros hospitais, desde o dia 22 de março. A distribuição foi feita de acordo com a região em que o paciente reside, com as necessidades clínicas e com disponibilidade vagas nos hospitais.

A SES-DF pede que quem não tem suspeita da doença procure a unidade de saúde mais próxima de casa em caso de necessidade de atendimento médico. Especialidades como pediatria e clínica médica serão atendidas em toda a rede pública, só não para o Hospital de Base, que atende a casos de traumas e oncologia.

Os critérios para transferência dos pacientes são: região de residência do paciente, necessidade clínica e disponibilidade de vagas. Todos eles foram levados para os hospitais das regiões administrativas de onde eles residem ou que sejam mais próximos de suas residências.

Atendimentos

Os pacientes da Região Central (Asa Norte, Lago Norte, Asa Sul, Varjão, Vila Planalto e Cruzeiro) e da Região Centro-Sul (Guará, Candangolândia, Núcleo Bandeirante, Estrutural, SAI, SCIA, Riacho Fundo I e II e Park Way) deverão procurar os hospitais Universitário de Brasília (HUB) e o Materno Infantil de Brasília (Hmib).

Os pacientes da Região Central de Saúde que precisarem de emergência nas especialidades de Ginecologia e Obstetrícia devem procurar o Hospital Universitário de Brasília (HuB), já os pacientes da Região Centro-Sul devem procurar o Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB).

Os pacientes que procurem o pronto atendimento oftalmológico serão redirecionados ao Instituto Hospital de Base e ao Hospital Regional de Taguatinga (HRT), bem como os oftalmologistas lotados no Hran deverão dar reforço a estes dois serviços.

Quem tem fissura labiopalatal, atendida no HRAN, pela equipe do hospital, porém, atendido nas dependências do Adolescentro e os procedimentos cirúrgicos, quando não puderem ser postergados, serão realizados no Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB).

O Programa Cris Down será redirecionado para a Policlínica da 514 Sul. Já os ambulatórios do HRAN/Policlínica serão mantidos cardiologia, psicologia, psiquiatria, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais no HRAN para atendimento aos casos de Covid-19 e retaguarda das equipes do Hran. As demais especialidades serão redirecionadas para a Policlínica da Região Central (514 Sul, CEDOH e Adolescentro).

O Hospital Universitário de Brasília (HUB) receberá os pacientes atualmente internados no Hran para prestar o serviço de Hemodiálise. O serviço de internação para pacientes privados de liberdade será redirecionado: pacientes clínicos para o Hospital da Região Leste (Hospital do Paranoá) e cirúrgicos para o Instituto Hospital de Base.

Já o atendimento com soroterapia para animais peçonhentos será referenciado para o Hospital Regional do Guará (HRGu). Cirurgias eletivas de classificação vermelha serão redirecionadas para os seguintes hospitais:

Cirurgias oncológicas: Hospital Universitário de Brasília (HUB) e Instituto Hospital de Base;

Oftalmológicas: Instituto Hospital de Base e Hospital Regional de Taguatinga (HRT);

Cirurgias Torácicas, Otorrino e Urologia: Instituto Hospital de Base.

Com informações da Secretaria de Saúde