Jorge Vianna destina R$ 3,25 milhões para combate ao coronavírus no DF

85


Print Friendly, PDF & Email

Deputado alerta para necessidade de atuação preventiva, financeira e educativa para tentar conter avanço do Covid-19 no DF

Por Kleber Karpov

Na sexta-feira (20/Mar), o deputado distrital, Jorge Vianna (Podemos), destinou R$ 250 mil, ao Laboratório Central (Lacen), a pedido da Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF). Com a nova destinação, o parlamentar acumula um total de R$ 3,25 milhões, destinados a SES-DF. Recurso esse a ser utilizado para ajudar no combate a disseminação do coronavírus (Covid-19).

Além do Lacen, que realiza a testagem de presença o Covid-19, dos pacientes do DF, Vianna destinou R$ 2 milhões, para contratações de profissionais de saúde, e outros R$ 1 milhão, ao Fundo de Saúde do DF (FSDF), direcionado ao Programa de Descentralização Progressiva das Ações de Saúde (PDPAS). Para o deputado, o momento é de mobilização total do governo e da população, de agirem, tanto de forma preventiva quanto de ordem financeira, nesse caso, sobretudo por parte da classe política.

“Destinei R$ 3,25 milhões, e quero colocar todos os R$ 19 milhões de minhas emendas para salvar as vidas. Esse é um momento em o governo precisa agir preventivamente, com fiscalização do comércio para evitar práticas abusivas, a disponibilização de profissionais de saúde para atender os pacientes, com o fornecimento de EPI aos servidores e aos profissionais que atuam na saúde e, principalmente, na conscientização da população, com campanhas educativas, para a necessidade de levar o isolamento a sério para que possamos tentar estancar a disseminação do coronavírus.”, disse Vianna.

Publicidade

Vianna lembrou ainda que o GDF nomeou, nessa semana, 50 enfermeiros obstetras, proveniente de pedido e recursos destinados pelo deputado, de realizar outras 30 nomeações de enfermeiros na sexta-feira (20/Mar). “Felizmente, temos um governador, sensível, ao impacto que o coronavírus deve ter no DF, nos próximos meses, e que tem atuado para minimizar os danos. Ele nomeou médicos, atendeu o meu pedido de nomeação de enfermeiros e destinei R$ 2 milhões para ajudar. Então, na semana foram 50 enfermeiros obstetras nomeados, e ontem, mais 30, então creio que estamos no caminho certo.”.

Prevenção

No entanto, o deputado fez questão de  lembrar o impacto da Covid-19 no DF e a necessidade de se evitar, ao máximo, a contaminação de profissionais de saúde. “O Ministro da Saúde já alertou que devemos entrar em colapso no sistema de saúde, ainda em abril, e graças a Deus ainda não temos mortes registradas, mas temos 108 pessoas contaminadas, quatro internadas e são mais de 2.700 casos suspeitos. Então, todo cuidado é pouco, principalmente, com os servidores da saúde, que precisam ter EPIs e evitar ao máximo o risco de contaminação no ambiente de trabalho, pois são eles que estão na ponta para atender os pacientes do SUS.”, ponderou.

Recursos

Embora estivesse com as contas parcialmente equilibradas, o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), que tem atuado para conter a disseminação do Covid-19, e mandar, à medida do possível, a normalidade na capital do país, anunciou que tal empenho pode gerar um déficit aos cofres públicos, na ordem dos R$ 2 bilhões.

Fonte: Jorge Vianna