Deputado vai atrás de EPIs para equipe de UTI que cuida de paciente com coronavírus

447
Print Friendly, PDF & Email

Deputado defende necessidade de servidores e demais trabalhadores que atuam na Saúde utilizarem Equipamentos de Proteção Individual para evitar que sejam contaminados com Covid-19

Por Kleber Karpov

Na quarta-feira (18/Mar), o deputado distrital, Jorge Vianna (Podemos), realizou fiscalização no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN), ocasião em que recebeu reclamação da falta vestimenta adequada para dar banho em paciente internada na unidade, infectada pelo coronavírus (Covid-19). No dia seguinte, o deputado conseguiu que o hospital recebesse 100 macacões impermeáveis. Isso, graças a intermediação de Vianna, junto a Diretoria de Vigilância Ambiental do Distrito Federal (DIVAL), ligada a Subsecretaria de Vigilância Sanitária (SVS) da Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF).

“Ontem fui ao HRAN e uma colega técnica disse que estava dando banho na paciente da UTI com Coronavírus, com preocupação, pois não tinha roupa adequada para dar banho no leito, e que por vezes ficava toda molhada. Tive a ideia de intermediar a cessão de macacões impermeáveis que os AVAS usam, para os colegas da UTI-HRAN poderem usar pra dar banho na paciente com coronavírus. Conseguimos 100 unidades. Claro que essa quantidade é insuficiente, mas acredito que até a próxima semana, a SES comprará para todos.”, publicou na rede social, Facebook.

Deputado Jorge Vianna e Newton Batista (Sindate-DF), intermediam cessão de macacões impermeáveis da DIVAL para o HRAN – Foto: Divulgação

Juntamente com a direção do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do DF (Sindate-DF), Newton Cardoso, que também acompanhou a fiscalização do HRAN, o deputado se reuniu com o gerente de Vigilância Ambiental de Vetores e Animais Peçonhentos e Ações de Campo (GEVAC) da SES-DF, Reginaldo Feliciano da Silva Braga, que ajudou no processo de cessão dos macacões ao HRAN.

“As vezes nos perdemos com a burocracia, quando a solução está ao lado. Quando estive no HRAN, juntamente com o Sindate, e recebemos a denúncia, vimos que algo precisava ser feito com urgência. Tenho batido na tecla que não podemos brincar com o coronavírus, e tampouco expor os servidores da saúde, que estão atuando para tentar curar os pacientes infectados. Mas é imprescindível que eles recebam e façam uso dos Equipamentos de Proteção Individual para não se exporem e disseminarem o vírus.”, disse Vianna.

Também no Facebook, Vianna agradeceu, o empenho da DIVAL, e dos demais envolvidos na transferência dos macacões ao HRAN. “Agradeço a disposição e companheirismo dos colegas da SVS/DIVAL, que gentilmente disponibilizaram esses EPIs, e que além de estarem combatendo a Dengue ainda estão ajudando a gente no combate ao Coronavírus. Tem que criticar e ajudar!!!”. Isso ao se referir a Braga, a Agente de Vigilância Ambiental em Saúde, Beliza da Silva Fernandes, e a equipe do Núcleo de Controle Químico do DF.

Transparência

Porém, o parlamentar também fez questão de deixar claro que todo processo de cessão dos macacões ao HRAN, foi devidamente oficializado e endossado pela SES-DF. “Tudo foi registrado e informado para a Secretaria de Saúde, e para o superintendente Dr. Porfilho e o diretor Dr. Ulisses que receberam os materiais.”, explicou.