Osnei Okumoto deixa Secretaria de Saúde do DF

1204
Print Friendly, PDF & Email

Presidente do IGESDF assume pasta, interinamente

Por Kleber Karpov

Em edição extra do Diário Oficial desta segunda-feira (16/Mar), o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), publicou exoneração a pedido, do secretário de Estado de Saúde do DF (SES-DF), Osnei Okumoto. Interinamente, assume o cargo, o presidente do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde (IGESDF), Francisco Araújo Filho.

A saída de Okumoto, ocorre em meio a crise instalada em todo mundo, em decorrência da pandemia de infecção viral coronavírus (COVID-19). Momento esse em que no DF, o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), tem apresentado uma série de medidas para tentar conter a disseminação do COVID-19.

A saída repentina, até o momento, segue sem uma motivação certa. Embora, desde 2019, Okumoto lide com problema grave de saúde na família, informação de conhecimento de poucos. O que não poupou o chefe da pasta de uma série de críticas em relação a transparência, por exemplo, nas ações da COVID-19, por parte da Câmara Legislativa do DF (CLDF), bem como da ausência em atos realizados pelo Legislativo.

Sobre o COVID-19, a informação transmitida, por parte do Ministério da Saúde (MS), sobre o início das infecções, no DF, na modalidade de transmissão comunitária, em que não é possível identificar a origem da transmissão, com cinco casos registrados, informação essa corrigida horas depois, também pesou sobre a decisão da exoneração.

Okumoto enfrentou ainda, crítica em relação a pastas de subordinados do então SES-DF, dentre essas, o imbróglio da concessão de autorização e posterior revogação do direito de prescrição de medicamentos e solicitação de exames, pelos enfermeiros. Ou ainda, a falta de transparência nos critérios para concessão de ampliação de carga horária de 20 para 40 horas.

A frente da pasta, fica mantido o presidente do IGESDF, atualmente, no comando dos hospitais de Base do DF (HBDF), Regional de Santa Maria (HRSM), além de seis Unidades de Pronto Atendimento do DF (UPAs), que deve ser efetivado, por ibaneis.

Atualização 16/03/2020 às 0h13 para correção