Coronavírus: Ibaneis manda suspender aulas por 5 dias no DF

GDF também proibirá aglomerações como shows, eventos esportivos e até missas. Determinação vale a partir desta quinta-feira

185
Print Friendly, PDF & Email

governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, vai decretar, nas próximas horas, suspensão das aulas em escolas públicas e privadas da capital do país. Ficam proibidas, a partir da determinação, aglomerações como missas, eventos esportivos e shows. A regra valerá pelo prazo de cinco dias, contados a partir desta quinta-feira (12/03).

“Precisamos urgentemente traçar um plano para enfrentar esta doença, agora, caracterizada pela OMS como uma pandemia”, alerta Ibaneis.

O DF investiga 78 casos suspeitos da doença. Até o momento, dois pacientes testaram positivo e estão em tratamento.

Segundo o chefe do Executivo local, colégios públicos e privados ou instituições que mantiverem as atividades, apesar do decreto, estarão assumindo risco de propagação da doença. A ordem deve ser publicada em edição extra do Diário Oficial do DF (DODF).

Entre os eventos ameaçados pela medida, estão a manifestação prevista para domingo (15/03), organizada por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), contra o Congresso Nacional, e a edição do UFC Brasília, marcada para sábado (14/03), no Ginásio Nilson Nelson.

Paciente internada

A primeira paciente diagnosticada com o novo coronavírus no Distrito Federal continua internada em estado grave, mas teve melhora discreta no quadro clínico. A mulher de 52 anos está sob cuidados do Hospital Regional da Asa Norte (Hran), referência local para o Covid-19.

De acordo com o último boletim médico divulgado pela Secretaria de Saúde do DF, ela não apresenta mais febre.

O marido da paciente também foi diagnosticado com a doença. A Secretaria de Saúde ainda aguarda o resultado da contraprova do exame. Por força de ação judicial, apresentada pelo Governo do DF (GDF), ele está em isolamento.

O governador Ibaneis Rocha (MDB) acionou a Justiça para evitar a movimentação do homem pelo DF. A pasta monitora quem teve contato com o casal antes dos diagnósticos.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que a doença atingiu o patamar de pandemia mundial.

Fonte: Metrópoles