Jorge Vianna participa de reunião do governador Ibaneis com Sindate-DF para tratar da Gata

596


Print Friendly, PDF & Email

Ibaneis informou que deve encaminhar nova proposta de pagamento que antecipa etapas de parcelamento da gratificação

Por Kleber Karpov

Nesta segunda-feira (9), o deputado distrital, Jorge Vianna (Podemos), participou de reunião entre o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), com representantes dos Sindicatos dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do DF (Sindate-DF). O objetivo foi tratar do pagamento da última parcela da incorporação da Gratificação de Atividade Técnico-Administrativa (Gata).

Publicidade

Na ocasião, Ibaneis, que na última semana havia anunciado o parcelamento do pagamento da Gata, em três parcelas, para abril e novembro desse ano e julho de 2021, informou que deve encaminhar um projeto substitutivo à Câmara Legislativa do DF (CLDF). No novo texto, o GDF se compromete em pagar em abril e outubro desse ano, e uma última em março do ano seguinte.

Egresso da Enfermagem, após a reunião, Vianna informou que deve acompanhar a Assembleia Extraordinária convocada pelo Sindate-DF, a ser realizada na manhã de terça-feira (10), no auditório da CLDF, ocasião em que a proposta do Executivo deve ser apresentada à categoria da Enfermagem.

“A categoria que se mobilizou, por ser posicionar contrária ao parcelamento da Gata em três parcelas, com término para julho do ano que vem.  É importante que eles [profissionais de enfermagem] tomem conhecimento da nova proposta do governador e decidam, se aceitam ou não.”, disse Vianna.

Gata
Vianna foi responsável por convencer Ibaneis, em novembro do ano passado, que o pagamento da Gata, não tinha relação com reajuste salarial. Na ocasião, o chefe do Executivo se comprometeu a realizar o pagamento da gratificação, no início desse ano.

Na primeira semana de março, o governador encaminhou Projeto de Lei, à CLDF, para pedir autorização da CLDF, para pagamento da Gata. Porém, o texto encaminhado ao Legislativo, propôs parcelamento em três vezes, o que se tornou alvo de críticas do deputado, bem como a mobilização dos servidores de nível médio, que se posicionaram contrários ao reparcelamento da última parcela da gratificação.

Além de Ibaneis, também participaram da reunião, os secretários de Estado de Saúde do DF, Osnei Okumoto, de Economia, André Clemente, além do presidente do Banco de Brasília, Paulo Henrique.

Fonte: Jorge Vianna