GDF convoca 600 agentes para combater a dengue

Servidores temporários vão reforçar as ações de controle do mosquito Aedes aegypti nas 33 regiões administrativas por seis meses

439
Print Friendly, PDF & Email

Renata Moura, da Agência Brasília*

Os 600 trabalhadores selecionados pelo Instituto de Gestão da Saúde (Iges-DF) para reforçar as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti devem iniciar suas atividades a partir da próxima semana.

A novidade foi anunciada na segunda edição do Diário Oficial desta sexta-feira (28), com a publicação da lista de convocação de mais 300 agentes de vigilância ambiental e, outros 300 agentes comunitários de saúde.

Os novos servidores serão destacados para atuar em todas as 33 regiões administrativas. A ideia é reforçar o trabalho de fiscalização e orientação da comunidade do Distrito Federal no combate ao mosquito transmissor da dengue.

Mapeamento das cidades vai ajudar no combate à dengue
O salário para os agentes comunitários em saúde será de R$ 1,7 mil, mais auxílio alimentação de R$ 394,50 e auxílio transporte. Para os agentes de vigilância ambiental, a remuneração é de R$ 2 mil, com direito também aos benefícios de alimentação e transporte. Segundo o edital, o contrato é temporário, com duração de seis meses.

Entre as atividades dos servidores estão atividades de campo; realização de visitas domiciliares; além do cadastro de famílias e ações educativas individuais e coletivas nos domicílios e na comunidade.

Fonte: Agência Brasília