Sindate discute com IGES demandas da categoria

191
Print Friendly, PDF & Email

Por Leandro Montes

Com intuito de sanar alguns dos problemas relatados por profissionais, o Sindate representado pela diretora Elza Aparecida, se reuniu na manhã desta quarta-feira (19), com a superintendente de Gestão de Pessoas do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde (IGESDF), Valda César, para tratar de pauta relacionada aos técnicos.

Durante o encontro, a diretora do Sindate discutiu com a gestora algumas das principais demandas dos auxiliares e técnicos em enfermagem das unidades hospitalares geridas pelo Instituto, como as denúncias de assédio moral, homologações de atestados por servidores estatutários da SES, a contratação de maqueiros e a flexibilização de escalas.

Denúncias de Assédio Moral

Sobre o aspecto das denúncias de assédio moral relatadas pelos profissionais, a dirigente sindical enfatizou o aumento dos casos ocorridos por chefias imediatas. A superintendente sugeriu que o sindicato averigue as informações nos locais de trabalho para que tome medidas cabíveis. Neste sentido, o Sindate reafirmou a necessidade do diálogo da gestão, em específico dos coordenadores com os colaboradores, para que haja um equilíbrio no ambiente de trabalho.

Homologações de atestados por servidores estatutários

Quanto à homologação de atestados dos servidores cedidos ao IGES, a diretora reforçou a importância do Instituto em seguir a legislação, circulares e portarias que ordenam o Regime Jurídico dos servidores públicos do Distrito Federal. Elza destacou que atualmente há inúmeros relatos de servidores que reclamam do processo para validação de atestados, uma vez que, além da homologação na Subsaúde, os servidores ainda precisam apresentar o atestado homologado no Serviço Especializado de Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) do IGES.

A superintendente solicitou que seja marcada uma reunião entre a entidade e o Instituto com a Subsaúde para que sejam definidas algumas regras em relação à homologação pelos servidores.

Contratação de maqueiros no HRSM e UPAs

Reclamação recorrente recebida pelo Sindate, a realização dos serviços de maqueiros pelos técnicos em enfermagem foi um dos pontos elencados pela diretora, que pediu celeridade nos processos referentes à contratação de profissionais no transporte de pacientes pelo IGES. Em resposta, Valda César destacou que até o final do mês será divulgado a realização do pregão para contratação da empresa que será responsável pelos serviços nas unidades hospitalares.

Flexibilização de Escalas

A diretora solicitou da gestora que as chefias imediatas das unidades não realizem alterações em escalas sem a prévia anuência dos trabalhadores, conforme previsto acordo coletivo celebrado entre o Instituto e o Sindate, além da observação das regras de remoção interna dos colaboradores, em virtude de denúncias de remoções internas pela gestão, nos períodos que os profissionais estavam de férias e licenças. De acordo com a superintendente, as remoções ocorridas durante as licenças e afastamentos dos profissionais serão corrigidas.

Fonte: Sindate