CPI do Femincídio visita Delegacia Especial de Atendimento à Mulher

43


Print Friendly, PDF & Email

A CPI do Feminicídio da Câmara Legislativa do Distrito Federal irá à Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam), no final da tarde desta segunda-feira (10), para colher informações acerca do enfrentamento ao feminicídio. A Deam integra uma série de visitas que o colegiado fará a instituições a fim de conhecer a estrutura e coletar dados sobre a questão do femincídio no Distrito Federal. O cronograma de ações foi aprovado em reunião nesta segunda-feira (10), na sala das comissões, pelos deputados Claudio Abrantes (PDT), Arlete Sampaio (PT), Fábio Felix (PSOL) e Eduardo Pedrosa (PTC).

Estão previstas visitas e diligências, ainda neste mês, ao Núcleo Integrado de Atendimento à Mulher (NUIAM), ao Núcleo de Atendimento à Família e aos Autores de Violência Doméstica (Nafavd), ao PROVID-Prevenção Orientado à Violência Doméstica e Familiar e ao Instituto Médico Legal (IML). Esses órgãos são responsáveis por atuar, em diversas instâncias, no enfrentamento ao feminicídio e à violência contra a mulher; no acompanhamento às pessoas em situação de violência doméstica e familiar, tanto às mulheres vítimas quanto aos autores; bem como nas ações de prevenção a essas violências.

Estrutura – O colegiado também se reuniu hoje (10) com o presidente da CLDF, deputado Rafael Prudente (MDB), para tratar sobre a estrutura da CPI do Feminícidio. Segundo Claudio Abrantes, deverão ser publicados, até o final desta semana, atos regularizando espaço físico, equipamentos e pessoal, conforme reivindicado pelos integrantes em reunião da semana passada. O GDF também deverá ceder servidores especializados na temática, acrescentou Abrantes.

Franci Moraes
Fotos: Figueiredo/CLDF
Núcleo de Jornalismo – Câmara Legislativa

Fonte: CLDF

Publicidade