Brinquedoteca e quarto com ar condicionado: Governo de Goiás apresenta acomodações para brasileiros em quarentena

98


Print Friendly, PDF & Email

Grupo de 58 pessoas que chega da China na madrugada deste domingo (9) deve ficar pelo menos 18 dias isolado na Base Aérea de Anápolis (GO). Estrutura de 900 metros garante isolamento total dos hóspedes, segundo as autoridades. Governador goiano e ministro da Saúde visitaram o local nesta sexta-feira (7) e recomendam tranquilidade à população

Quartos com ar condicionado, com frutas, doces e lanches; brinquedoteca; área verde com espreguiçadeiras; e cuidados médicos diários. Esta é a estrutura de 900 metros quadrados que o Governo de Goiás preparou para receber os brasileiros que voam da China para Anápolis (GO), onde devem ficar 18 dias em quarentena, por conta do coronavírus.

O prédio, onde funciona o hotel de trânsito, é usado normalmente pelos militares em viagens e passou por adequações para o isolamento. São 38 suítes equipadas com TV, internet, frigobar, ventilador, telefone e ar condicionado. Os quartos têm camas de casal, de solteiro e até berços para crianças. Na parte comum, tem área de convivência com filmoteca, biblioteca, internet liberada e vídeo-game.

O governo goiano informou que a Base Aérea de Anápolis Otávio Lage de Siqueira “está preparada nos mínimos detalhes” para receber com total segurança os brasileiros repatriados, vindos da cidade de Wuhan, na China. As medidas de segurança são “extremamente rigorosas”, conforme disseram.

O governador Ronaldo Caiado visitou o local nesta sexta-feira (7), acompanhado pelos ministros Luiz Henrique Mandetta (Saúde) e Fernando Azevedo (Defesa); pelo tenente-brigadeiro do ar Marcelo Kanitz Damasceno; e pelo prefeito da cidade goiana, Roberto Naves.

Publicidade
Brinquedos para crianças e placa de boas vindas “à pátria amada”- Foto: Governo de Goiás/Divulgação

Mandetta avisou que a população goiana, em particular, e os brasileiros em geral podem ficar tranquilos. Além da segurança do local, só embarcaram para o Brasil pessoas assintomáticas: nenhum passageiro apresentou qualquer sinal de infecção pelo vírus, como febre, tosse ou dificuldade de respirar.

Caso algum repatriado apresente sintomas do novo coronavírus durante o período da quarentena, a pessoa será encaminhada para um setor isolado. Se os sintomas persistirem, haverá transporte de helicóptero ao Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília (DF), local onde serão aplicados os protocolos indicados para a situação.

Ao todo, 40 pessoas embarcaram nesta sexta-feira, na China. Entre eles, estão 34 brasileiros ou parentes de brasileiros, que vêm direto para Goiás e devem chegar por aqui no início da madrugada de domingo (9). Outras seis pessoas pegaram carona nos aviões da Força Aérea Brasileira (FAB): quatro poloneses, uma chinesa e uma indiana, que desembarcarão em Varsóvia, na Polônia.

Estrutura oferecida tem 900 metros e garante isolamento total, segundo as autoridades – Foto: Governo de Goiás/Divulgação

Além das 34 pessoas que embarcaram, ficará em quarentena a equipe técnica que acompanha a comitiva – conforme o governo, no total, serão 58 pessoas.

Para Caiado, apoiar a Operação Regresso à Pátria Amada é um dever cívico e de patriotismo, além de receber um legado que beneficia a população em longo prazo. Como explicou o ministro da Saúde, o Governo Federal traz para Goiás as condições de aumentar a capacidade laboratorial para o nível de excelência, já que o Laboratório Estadual de Saúde Pública (Lacen-GO).

Fonte: Poder no Quadrado