Escola Superior de Ciências da Saúde lança curso inédito de gestão em saúde pública

485


Print Friendly, PDF & Email

Capacitação é voltada a servidores públicos

Por Alline Martins

A Escola Superior de Ciências da Saúde (Escs) deu início ao curso de especialização em gestão de saúde pública, totalmente voltado à realidade da Secretaria de Saúde. O lançamento ocorreu nesta quarta-feira (20), com a realização de uma aula inaugural, proferida pelo coordenador de Sistemas e Serviço de Saúde da Organização Pan Americana da Saúde (Opas), Renato Tasca. Quarenta e oito servidores de diversos órgãos públicos serão capacitados.

“Este é o primeiro curso de gestão de saúde pública montado na Escs, com o apoio do Hospital da Criança de Brasília (HCB), em parceria com a Opas e a Comissão Econômica para a América Latina e Caribe. Queremos motivar os alunos a trazer projetos inovadores para ser aplicados dentro da Secretaria de Saúde”, conta a gerente de Residência, Especialização e Extensão, Vanessa Campos.

O curso terá duração de um ano, totalizando 392 horas, e está dividido em módulos. Entre eles há um que falará sobre os 30 anos do SUS, a transição do sistema, evolução de financiamento e políticas de inovação.

Publicidade

“O curso tem como modelo pedagógico a discussão baseada em times. Além desta aula inaugural, teremos seminários em forma de palestra, mas todo o curso é montado em cima de problemas do cenário do SUS”, complementa Vanessa.

Para o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, o curso fará grande diferença para quem participar. “É um curso completo, repleto de inovação. As pessoas sairão com grande capacidade para trabalhar em qualquer âmbito da Saúde Pública e em qualquer nível de atenção”, destacou, já adiantando que, devido à grande procura, é provável que em maio de 2020 seja aberta uma nova turma.

Parceria

O curso foi montado em parceria com o HCB. Para o superintendente do hospital, Renilson Rehem, o lançamento da capacitação inaugura um momento histórico. “Até então, havia poucas iniciativas de qualificação de pessoas para a gestão. A gente precisa investir na formação de um quadro profissional para fazer gestão de políticas públicas e, particularmente, para o SUS. A Fepecs (Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde) entende nossa realidade e terá uma visão dentro das nossas necessidades”, destacou.

Ele disse, ainda, durante o lançamento do curso, que a capacitação foi pensada para trazer inovação e resolver velhos problemas. “Espero que os alunos façam bom proveito do que será oferecido aqui”, frisou.

Para o diretor executivo da Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde, Marcos de Sousa Ferreira, não há nada melhor para uma instituição do que contribuir com o saber. “Softwares, máquinas e equipamentos não substituem o crescimento da Secretaria de Saúde. Inovação e eficiência são as palavras-chaves deste curso”, disse.

As aulas acontecerão todas as terças-feiras e contam com servidores públicos das mais diversas categorias profissionais. A maior parte, porém, é formada por profissionais da Secretaria de Saúde, incluindo o Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal e Hospital da Criança de Brasília.

Fonte: Agência Saúde