32,4 mil crianças deixaram de tomar vacina contra sarampo no DF

31


Print Friendly, PDF & Email

Imunização na capital do país (91,81%) está abaixo da meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, que é de 95%

Por Fernando Caixeta

Um levantamento nacional realizado pelo Ministério da Saúde (MS) revelou que, no Distrito Federal, 32.409 crianças menores de 5 anos não tomaram nenhuma dose da vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola. A doença foi considerada erradicada do Brasil por muitos anos, mas voltou a aparecer em 19 unidades da Federação, incluindo o DF.

Em 2019, 14 pessoas morreram vítimas da doença, sendo 13 em São Paulo e uma em Pernambuco. O estado mais populoso do Brasil é também o que concentra 90,5% dos casos confirmados. Das 5.660 pessoas que contraíram o vírus, 5.123 residem em municípios paulistas. Em Brasília, três tiveram o diagnóstico comprovado.

A capital do país atingiu uma cobertura vacinal abaixo da meta estipulada pelo governo federal, que é de 95%. No Distrito Federal, 90,81% do público-alvo receberam a imunização. A pior situação é a do Rio de Janeiro, onde apenas 69,24% das crianças receberam a imunização.

Publicidade

O MS recomendou que os municípios façam a busca ativa dos menores não vacinados. A tarefa caberá aos agentes comunitários de saúde, profissionais que conhecem e acompanham o cotidiano das localidades onde estão inseridos.

Bônus
Aumentar a cobertura vacinal é requisito imposto pela pasta para a concessão do bônus financeiro, que neste ano é de R$ 206. Até o momento, foram R$ 103 milhões, sendo R$ 2,97 milhões já pagos ao DF.

Fonte: Metrópoles