Hospital Regional de Ceilândia reabre 36 leitos da Clínica Cirúrgica

35


Print Friendly, PDF & Email

Espaço estava desativado para receber manutenção predial

O Hospital Regional de Ceilândia (HRC) reabriu, nesta segunda (28), a Enfermaria da Clínica Cirúrgica. O espaço, constituído por 36 leitos, estava desativado para a substituição de telhas danificadas e impermeabilização do teto, além da troca da tubulação de água, pintura e reparos na alvenaria.

A diretora administrativa da Região Oeste, Maria Veridiana, afirma que em dez dias de serviço foi possível sanar os principais problemas que a ala enfrentava. “Esta reforma vai proporcionar mais conforto ao paciente. Além disso, vai garantir que não tenhamos problemas durante as chuvas que se aproximam. Até então, o telhado nunca havia passado por uma manutenção geral, apenas consertos pontuais”, relembra Veridiana.

Durante a reformulação, foi montado um plano de contingência que impediu a paralisação do atendimento à população. “O Centro Cirúrgico continuou operando e as demandas do Pronto-socorro foram atendidas. Quando necessário, os pacientes eram remanejados entre as alas do próprio hospital”, explica o diretor do HRC, Amilton Pereira Bueno.

Investimentos

Publicidade

Por meio de um contrato de manutenção emergencial, assinado pela Secretaria de Saúde no final de julho, foram reservados mais de R$ 4 milhões para melhorar o HRC e demais unidades de saúde da Região Oeste. Esta manutenção foi realizada dentro do prazo estipulado, de 15 dias, após os problemas na rede hidráulica que obrigaram a isolar a enfermaria, e integra o conjunto das manutenções prediais de emergência, que continuarão até dezembro, quando o contrato emergencial será concluído na rede pública.

“Esse montante está sendo utilizado para a manutenção e reforma dos hospitais de Ceilândia e de Brazlândia, além das unidades básicas de saúde”, explica o superintendente da Região de Saúde Oeste, Roberto Cortes.

Além da Enfermaria da Clínica Cirúrgica, foram concluídas a troca da rede elétrica na Endoscopia, Ortopedia e Odontologia. Houve, ainda, a substituição de lâmpadas no Centro Obstétrico, UTI Neonatal e Adulto, nos leitos, e nas clínicas Médicas, Ortopédica e Cirúrgica.

E está em andamento a revitalização do refeitório, já com 95% concluída, após a troca do piso e da rede elétrica.

Fonte: Agência Saúde DF