Novos servidores da Saúde fazem curso de acolhimento

146


Print Friendly, PDF & Email

Profissionais fazem parte do esforço de gestão para recompor a força de trabalho

Mais de 70 servidores da Secretaria de Saúde, nomeados em 16 de agosto, foram convocados a participar do curso de acolhimento, nesta terça-feira (1°), no auditório do edifício-sede da pasta. O evento contou com apresentação musical e palestras sobre qualidade de vida no trabalho, direitos e deveres dos servidores, entre outros temas.

“O acolhimento tem como objetivo ambientar os novos servidores na Secretaria de Saúde. Normalmente, as pessoas que tomam posse não sabem as complexidades da pasta, o organograma, quem é quem. Com o curso, vão aprender toda essa gama de responsabilidades e a atuação da secretaria”, explicou o gerente de Educação em Saúde, Ysday Custódio.

Alguns dos servidores presentes já tomaram posse. Foi o caso do enfermeiro Mateus Lopes, 24 anos, que trabalha na Unidade Básica de Saúde (UBS) 8 de Samambaia desde a semana passada.

“Para aqueles que estão chegando, ainda não dá para conhecer muito bem como funciona o sistema, o fluxo e a quem recorrer quando acontece alguma coisa. Então, esse curso é importante para esclarecer essas dúvidas, e a gente se sente acolhido com a preparação desse momento para nos receber”, elogiou o enfermeiro.

Publicidade

Pelo concurso público, feito em 2018, foram convocados profissionais das seguintes categorias: enfermeiro, contador, analista de sistemas, técnico em contabilidade, técnico de laboratório (hematologia) e médicos – Anestesiologia, Pediatria, Medicina de Emergência, Cardiologia, Família e Comunidade.

Reforço

Para a subsecretária de Gestão de Pessoas, Silene Almeida, o acolhimento integra mais uma das ações de valorização dos profissionais de saúde. “Acolhemos com muita alegria os novos servidores, para vestirem a camisa e darem o seu melhor. Tenho a certeza de que eles serão um grande reforço para continuarmos nosso trabalho de resgate da saúde pública do DF”, afirmou.

A convocação de mais servidores para a Secretaria de Saúde se soma aos esforços da pasta para aumentar a força de trabalho. “Isso inclui a ampliação de carga horária de mais de 300 servidores, além da redistribuição em novas lotações dos que estavam no Iges-DF, que retornaram para recompor o quadro da secretaria”, destacou.

Fonte: Agência Saúde DF