GDF envia novo texto e quer urgência para acabar com Licença-Prêmio no funcionalismo público

1183
Print Friendly, PDF & Email


GDF quer urgência, mas Rafael age com prudência

Por Kleber Karpov

O GDF reencaminhou, nesta segunda-feira (17/Jun), à Câmara Legislativa do DF (CLDF) o novo texto para a extinção de licença-prêmio e pagamento de pecúnias aos servidores aposentados. O Executivo havia retirado o texto da CLDF, pois foi protocolado com Projeto de Lei (PL), quando o correto era Projeto de Lei Complementar (PLC), pois trata de alteração da LCP 840/2011. Com a correção, o Buriti quer a votação, o mais rápido possível.

Publicidade

Para o secretário de Assuntos Parlamentares, o ex-distrital Bispo Renato (PR), a intenção do governo é votá-lo o quanto antes. “Se eles decidirem colocar em pauta, vota na mesma hora. O governador já está com o decreto para o pagamento das pecúnias pronto, mas só vai assiná-lo depois da lei aprovada. Do contrário, mesmo que ele pague, o tempo e a dívida continuarão rolando”, explica.

Porém, o presidente da CLDF, Rafael Prudente (MDB), descarta a possibilidade de o PLC ir a votação, ainda nesta semana. Um dos motivos é que os distritais precisam compreender, melhor, o teor da matéria.

Confira o novo texto


Manutenção da Licença-Prêmio

Também na tarde desta segunda-feira, sindicalistas foram ouvidos durante a reunião de líderes na CLDF e pediram a manutenção da Licença-Prêmio. Por outra frente, representantes de entidades de classe, prometem mobilizar as categorais de servidores públicos para tentar impedir a extinção do benefício, além de cobrarem o pagamento de incorporações de gratificações.

As categorias prometem, em último caso, irem a greve, para tentar impedir a mudança proposta pelo governadador do DF, Ibaneis Rocha (MDB).

Com informações de Metrópoles