Mais de 600 candidatos aprovados recebem boas-vindas no IGESDF

540
igesdf contratados
igesdf contratados


Print Friendly, PDF & Email

Governador agradeceu à CLDF pela aprovação da lei de ampliação do Iges-DF

Por Ailane Silva

Mais de 600 candidatos em processo de contratação pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) receberam as boas-vindas e as instruções para a admissão, nesta quinta-feira (6), em solenidade no auditório do Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Aproximadamente 100 deles já começam a trabalhar de imediato e o restante tem até o dia 10 para entregar a documentação.

A cerimônia contou com a participação do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, do vice-governador Paco Britto, do diretor-presidente do Iges-DF, Francisco Araújo, do secretário de Saúde, Osnei Okumoto, entre outras autoridades.

O governador lembrou que, durante a campanha, fez críticas ao modelo do instituto em razão da falta de informações. Porém, com o aperfeiçoamento da gestão que trouxe transparência, passou a defender o Iges-DF como uma das melhores soluções para saúde, principalmente, por trazer resultados de forma rápida para a população do DF.

Publicidade

“Fica meu agradecimento à Câmara Legislativa do Distrito Federal, porque os deputados entenderam a importância da ampliação do instituto e a melhoria da sua gestão. Eles vieram do recesso, em janeiro, fizeram uma reunião extraordinária e aprovaram a ampliação, o que possibilita que todos vocês estejam aqui hoje para prestar serviço à sociedade”, disse.

“Estou feliz por vocês que passaram nessa seleção, mas estou muito mais feliz pela população que vai ter agora um atendimento melhor dentro das unidades de saúde”, complementou Ibaneis.

O chefe do Executivo ressaltou que o governo está trabalhando para habilitar as seis Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do DF que deixaram de receber recursos federais em razão da precariedade do atendimento. Segundo ele, também já existe um projeto do governo para construir mais seis UPAs e desafogar os prontos socorros dos hospitais.

“Além disso, tenho sido consultado por alguns deputados que querem incluir outros quatro hospitais do DF no Iges-DF, que são o Hospital do Guará, de Planaltina, o de Brazlândia, além de um quarto. Nós já estamos estudando essa possibilidade”, concluiu.

Seleção

O processo seletivo foi concorrido e contou com mais de 44 mil inscritos para aproximadamente 40 cargos. Até segunda-feira (10), a previsão é de que 619 candidatos convocados sejam admitidos. Destes 468 profissionais para UPAs, o que inclui médicos, técnicos de enfermagem e enfermeiros. O restante, que totaliza 151, será encaminhado para o Hospital Regional de Santa Maria (HRSM).

Em seu discurso, o diretor-presidente do Iges-DF pediu que os colaboradores que estão ingressando para reforçar o quadro de pessoal humanizem o atendimento à população, uma política que faz parte da nova gestão do instituto.

“Tratem bem o cidadão e o usuário para nos ajudar a conseguir produzir os resultados na saúde pública que foram pactuados com a sociedade. Hoje, somos um dos maiores complexos hospitalares da América Latina. Estamos empregando mais de 2,5 mil pessoas. Queremos dar dignidade para nossa população. Essa contratação é a prova de que fazendo esforços nós alcançaremos nosso objetivo”, disse Araújo.

O secretário de Saúde parabenizou os candidatos e enfatizou que eles serão recebidos “de braços abertos”. “O nosso modelo de gestão é muito importante para o Brasil. Muitos gestores de outros estados têm procurado o DF para entender esse modelo que está fortalecendo o SUS. Fazer mais uma expansão é uma questão de tempo. Todos vão ver que esse modelo é importante é que vai dar certo para atender a população”, disse.

Durante o evento, quatro profissionais receberam crachás para simbolizar o início da contratação feita pelo Iges-DF.

Esforços

A deputada federal Celina Leão estava presente no evento e lembrou que os esforços do governo local para melhorar a saúde pública iniciaram antes mesmo da posse do governador Ibaneis. “A busca pela melhoria da Saúde começou na transição, quanto o governador foi em busca de recursos federais. Estávamos perdendo quase R$ 1 bilhão na saúde por falta de projeto ou execução”, concluiu.

O médico Vinicius de Sá Pereira, que foi chamado para assumir o cargo de plantonista em uma UPA, acredita que a contratação dos novos profissionais vai contribuir muito para a melhoria dos serviços públicos de saúde. “Estou confiante de que o atendimento melhore. Atualmente, o serviço está deficitário é essa nova contratação será uma solução”, concluiu.

Admissões

O Iges-DF continuará fazendo a seleção dos candidatos do certamente que vai contratar 2.420 mil profissionais para recompor os recursos humanos nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) e Hospital de Base (HB). Os candidatos devem aguardar o recebimento de uma mensagem via e-mail para entregar a documentação.

Fonte: IGESDF