Após seis anos, acordo com IGESDF garante instalação definitiva do PET Scan no Hospital de Base

221


Print Friendly, PDF & Email

Equipamento é um dos mais modernos e serve para diagnosticar e fazer o acompanhamento de doenças como cânceres e tumores

Nesta quarta-feira (22), foi assinado um acordo para colocar finalmente em funcionamento o equipamento Pet Scan, que está há seis anos parado no Hospital de Base. O documento foi assinado entre o diretor-presidente do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF), Francisco Araújo, o diretor comercial, Saulo Àreas, e representantes da empresa que vendeu o equipamento, no estande da Feira Internacional de Tecnologia, Insumos e Componentes para Fabricação de Produtos Médico-hospitalares, em São Paulo.

Único existente no DF, o aparelho é considerado um dos mais modernos para diagnosticar e acompanhar diversas doenças com precisão, como cânceres e tumores. Ele pode realizar entre 12 a 15 exames por dia. Atualmente, na rede pública de saúde, o exame equivalente disponível é a tomografia, que é menos precisa.

Com o custo de US$1 milhão, o PET Scan é fruto de uma compra irresponsável realizada pela gestão de 2013, que adquiriu o equipamento sem ter uma sala adequada para que ele funcionasse. Após a celebração do acordo, que prevê todas as despesas pagas pela empresa fabricante, estima-se que o prazo para que o aparelho entre em funcionamento seja até o final do ano. A negociação foi acompanhada pelo Ministério Público do Distrito Federal.

“Uma mancha vergonhosa que hoje apagamos da história da saúde do DF”, declarou Francisco Araújo. “Estamos cumprindo uma determinação do governador do DF, Ibaneis Rocha”, concluiu o diretor-presidente, que estava acompanhado pelo diretor de Apoio Operacional do Iges-DF, general Manoel Pafiadache.

Publicidade

Fonte: IGESDF