SOS DF Saúde promove ‘Dia D’ de combate ao Aedes em Samambaia

85


Print Friendly, PDF & Email

Mais de 500 profissionais de diversos órgãos estão nas ruas de Samambaia para promover o Dia D de Combate ao Aedes, neste sábado (19). A ação marca a primeira atividade em campo da Força-tarefa para Prevenção e Combate à Dengue e outras Arboviroses, anunciada na última segunda-feira (14) pelo governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha. O chefe do Executivo acompanhou de perto a inspeção da primeira casa visitada pelos agentes públicos.

“Vamos trabalhar de forma conjunta, com a sociedade e com os órgãos, para combater o mosquito Aedes aegypti. A fiscalização da comunidade é importante para que a cidade não chegue ao caos. Esse é um trabalho que deve ser feito em todas as regiões administrativas”, destacou o governador Ibaneis Rocha, após visitar uma praça onde houve a revitalização de uma quadra de esportes e do parque infantil.

A força-tarefa tem o objetivo de reduzir a incidência do Aedes em todas as localidades do DF. Além dos recursos humanos, a Saúde conta com 60 novas caminhonetes, entregues pelo governador no dia 4 de janeiro. Na ação deste sábado, o Corpo de Bombeiros ofereceu apoio com 320 militares e 12 viaturas.

“A iniciativa de visitar as residências e orientar os moradores é ótima. Só assim poderemos combater o mosquito da dengue. Aqui, na minha casa, fazemos de tudo para evitar o acúmulo de água”, elogiou o dono da residência visitada, José Félix.

Publicidade

Para orientar a população e auxiliar no combate ao mosquito, que é transmissor da dengue, zika, chikungunya e febre amarela, foram convocados agentes da Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde, militares do Corpo de Bombeiros, além de servidores de diversos órgãos do Governo do Distrito Federal.

Eles farão visita domiciliar, retirada de materiais inservíveis dos imóveis, aplicação de larvicida, quando necessário, e entrega de um check list de ações que devem ser feitas, semanalmente, pelos moradores.

“Ter ações conjuntas para conscientizar a população é de extrema importância. A ação, hoje, tem um cunho educativo para mostrar à população como combater o Aedes aegypti“, ressaltou o secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto. Segundo ele, os locais onde há presença de larvas serão prioridade.  “Vamos ensinar a fazer a retirada de lixo e de materiais que podem se tornar foco da dengue”, completou.

As ações da força-tarefa em Samambaia são estratégicas e se destinam a garantir a proteção dos moradores daquela localidade, e de todo o Distrito Federal, uma vez que a região é próxima ao município goiano de Santo Antônio do Descoberto, onde foram notificados 31 casos da doença somente nas duas primeiras semanas de 2019.

Dados

No Distrito Federal, de acordo com a série de 2013 a 2018, do Levantamento Rápido de Índices para o Aedes aegypti (LIRAa), o ano passado fechou com um aumento de 60% de imóveis com larvas, se comparado ao ano de 2013. O acréscimo é ainda mais expressivo, de 166%, se levado em consideração o ano de 2016.

No Distrito Federal, a Secretaria de Saúde registrou 14 casos suspeitos de dengue na primeira semana epidemiológica deste ano. Não houve casos graves e óbito por dengue no período ou no ano passado. Os dados constam no Boletim Epidemiológico da Subsecretaria de Vigilância à Saúde, divulgados esta semana.

Combate ao Aedes

O engajamento da população é fundamental no combate ao Aedes aegypti.  A principal forma de se prevenir contra as doenças transmitidas pelo mosquito é manter o monitoramento constante nas residências, sempre buscando evitar água parada e a proliferação do inseto.

É necessário manter caixas d’água, tonéis e barris de água tampados, fechar bem os sacos plásticos com lixo, manter garrafas de vidro ou plástico sempre com a boca para baixo e encher os pratinhos ou vasos de planta com areia até a borda. Também é preciso limpar as calhas com frequência, evitando que galhos e folhas impeçam a passagem da água.

Em caso de identificação de focos do mosquito, os moradores podem acionar a Vigilância Ambiental pelo telefone 160 ou pelo site Brasília contra o Aedes para que as equipes intensifiquem o trabalho no local.

As ações de combate ao mosquito são realizadas, rotineiramente, pela Secretaria de Saúde do DF. Já as atividades da força-tarefa com todos os órgãos seguirão um cronograma que pode sofrer alterações. Confira aqui a agenda para o mês de janeiro.

Fonte: Agência Saúde-DF