Deputado Distrital monta equipe com identidade representativa

327


Print Friendly, PDF & Email

Com a proposta de reduzir custos, mas tornar o trabalho produtivo, o deputado distrital Leandro Grass (Rede) escolheu profissionais com perfil técnico e alinhados com o seu projeto político. Buscou formar uma equipe diversa. Além da maioria de mulheres, considerou a representatividade racial e a inclusão, trazendo para a equipe uma pessoa com deficiência e um egresso do sistema penitenciário.

Grass terá 19 profissionais no seu gabinete e 5 no da liderança do partido. “Não sofremos qualquer exigência ou interferência da Rede neste processo. Nossa preocupação foi montar um grupo qualificado, com pessoas preparadas para exercer os cargos e sintonizadas com as nossas propostas. Buscamos profissionais comprometidos com a cidade, entre alguns que já trabalharam comigo, servidores do Estado, do setor privado e do terceiro setor. Nossa intenção é dar ao gabinete, também, uma identidade representativa, condizente com os valores e princípios que defendemos na sociedade” explica o parlamentar.

Uma das pessoas que simbolizam esse critério é o assessor Emerson Franco, ex-detento, estudante de sociologia e educador popular em Santa Maria. Há dois anos, ele promove projetos de prevenção à violência nas escolas e agora fará parte da equipe de Grass. Sendo também uma importante liderança do campo cultural na região, Emerson atuará na equipe de participação e mobilização social do mandato.

“É uma riquíssima e honrosa oportunidade fazer parte dessa equipe, da qual espero fazer muito pela educação, pelas periferias, pelos nossos jovens e adolescentes, pela inclusão social e lutar para diminuir a desigualdade social. É uma chance de ter mais força, estrutura e apoio na luta pela diminuição da lotação nas unidades de internação e presídios, além do esforço para fortalecer nossas escolas públicas e valorizar os professores”, destacou Emerson.

O deputado distrital eleito ressalta que o mandato focará o controle das ações do GDF: “Montamos um planejamento voltado à fiscalização e participação social, com pessoas comunicando com a sociedade e que tenham conexão forte com a população. Nosso trabalho vai ser de intensa fiscalização e acompanhamento das ações do governo”, garante Leandro Grass.

Publicidade

Sem verba indenizatória

Sociólogo professor, gestor cultural e pesquisador em Políticas Públicas, Grass pretende colocar a sua formação e experiência à serviço do DF, com um mandato focado nas demandas da população. “Daremos total transparência às nossas ações. As emendas parlamentares serão definidas por orçamento participativo, ouvindo os cidadãos das 31 regiões administrativas do DF e priorizando as áreas mais pobres. O gabinete terá semanas temáticas por áreas e ficará aberto à colaboração dos diversos setores da sociedade civil.”

Como deputado distrital, vai abrir mão da verba indenizatória, usada para ressarcir despesas extras dos gabinetes parlamentares, e quer fazer um mandato econômico. O distrital assinou declaração de apoio ao projeto de iniciativa popular Câmara + Barata, que busca uma economia de R$ 300 milhões nos gastos da CLDF em quatro anos e inclui novas ferramentas de transparência e de participação da população no acompanhamento do orçamento da Câmara Legislativa.

Fonte: Ascom Leandro Grass