Jorge Vianna quebra protocolo e reafirma representatividade da Saúde ao tomar posse na CLDF

1043


Print Friendly, PDF & Email

Sindicalista tomou posse com vestimenta do SAMU-DF

Por Kleber Karpov

Na manhã de terça-feira (1o/Jan), o então vice-presidente do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do DF (SINDATE-DF), Jorge Vianna (PODEMOS), tomou posse como Deputado Distrital, na Câmara Legislativa do DF (CLDF). Durante a solenidade, Vianna, eleito com mais de 13 mil votos, quebrou o protocolo ao substituir o tradicional terno por vestimenta do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Embora impedido de acessar a área reservada aos profissionais de imprensa, Política Distrital (PD), acompanhou os primeiros atos do sindicalista, na CLDF, do Foyer. E, também, na posse do secretariado do novo governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), realizada na Praça do Buriti, ocasião em que Vianna, parou para conversar com profissionais do SAMU, que estavam em serviço em frente ao Buriti.

Publicidade

Já sem restrições de acesso, PD também acompanhou o novo Legislador, durante a votação da Mesa Diretora e dos presidentes e vices, das comissões da CLDF. Ocasião em que Vianna foi nomeado presidente da Comissão de Educação, Saúde e Cultura (CESC).

Compromisso com a Saúde

Questionado sobre a quebra de protocolo, Vianna explicou que homenageou tanto os profissionais do SAMU, quanto aos servidores da Saúde do DF. “A ideia de mostrar que eu respeito o uniforme e os nossos trabalhadores e mostrar à sociedade que agora têm um deputado que fala, que respira Saúde e vai viver a saúde aqui dentro e fazer com que ela seja resgatada. A simbologia é resgatar a saúde do DF.”, explicou.

Primeiras ações

O deputado também explicou que as primeiras ações, enquanto parlamentar, será a realização de cobrança dos reajustes prometidos aos servidores. Além de tentar ajudar a diagnosticar os problemas e tentar ajudar a resgatar a Saúde para os usuários do Sistema Único de Saúde.

Hospital do Câncer

Vianna afirmou ainda ter como missão, enquanto parlamentar, a criação do Hospital do Câncer do DF. “Nós temos muitas pessoas morrendo por mortes evitáveis, por falta de tratamento adequado, por não termos um hospital do câncer. Quero colocar em prática, o que já foi discutido em vários governos que é, trazer para Brasília, o hospital do câncer para realizar atendimento preventivo, cirúrgico e também paliativo.”, explicou.