Chega de estagnação: Ibaneis lança SOS DF e Saúde começa, na segunda (7), a realizar mutirões de cirurgias eletivas

1151
Print Friendly, PDF & Email

Programa SOS DF agrega ações na Saúde, Segurança, Educação…

Por Kleber Karpov

Após quatro anos de estagnação na gestão do Distrito Federal, o governador eleito, Ibaneis Rocha (MDB), anunciou o programa SOS DF, que abrange diversas ações em  segmentos distintos do governo. Na Saúde, à partir de segunda-feira (7/Jan), cirurgias eletivas devem ser realizadas em caráter de mutirão, com especial atenção à procedimentos cirúrgicos ortopédicos, cardíacos e oncológicos.

Mesmo com um rombo de R$ 300 milhões em dívidas, apenas com unidades particulares de Saúde, desses, R$ 29 milhões, com hospital especializado em Cardiologia, o chefe do Executivo, anunciou o início dos mutirões.

“Vamos terminar de pagar, nesta tarde, R$ 29 milhões de faturas atrasadas e, a partir de segunda-feira, vamos fazer os mutirões de cirurgias cardíacas e voltar com o atendimento das pessoas com câncer, principalmente na área de medula óssea”, comentou o chefe do Palácio do Buriti ao final da cerimônia de posse do ministro da Saúde, Luiz Mandetta.

Publicidade

Horas Extras e adicional noturno

Ainda de acordo com Ibaneis Rocha, a SES-DF deve voltar a liberar a execução de Horas Extras, além de adicional noturno, para servidores que queiram trabalhar, fora da carga horária contratada. Além de convocar médicos aposentados que se interessem em voltar à atividade.

Nesse caso, o governador pretende conceder gratificações que, aos médicos, podem chegar a R$ 8 mil. Dessa forma, a SES-DF, deve preencher uma capacidade ociosa em centros cirúrgicos das unidades hospitalares.

Estrutura

Na tarde desta quarta-feira (2/Jan), o vice-governador do DF, Paco Britto (AVANTE), se reuniu com os secretariado, para realizar esclarecimentos, sobre o decretão publicado por Ibaneis, que exonerou a grande maioria dos cargos comissionados, provenientes da gestão do ex-governador do DF, Rodrigo Rollemberg (PSB).

Na ocasião, em entrevista à imprensa, o secretário de Estado de Comunicação do DF, Weligton Moraes, ao ser questionado por Política Distrital (PD), sobre a existência de estrutura adequada para a realização dos procedimentos cirúrgicos do SOS Saúde, subprograma do SOS DF, Moraes afirmou que o governo deve se preparar, em tempo, para a implantação do projeto.

SOS DF

Logomarca do SOS DF – Divulgação/GDF

Com uma logomarca representada pelo Ipê Amarelo, um dos ícones do DF, o governo de Ibaneis, deixa de ser de Brasília, adoção do governo Rollemberg e volta a abranger o Distrito Federal. Reforçada pelo os dizeres, “Desculpe o transtorno, estamos trabalhando”, o slogan “É tempo de ação”, estampado na peça de divulgação do projeto SOS-DF, dá o tom, anti-estagnação da gestão anterior.

O SOS DF se ramifica em áreas do governo, com ações específicas que devem dinamizar o processo de gestão de segmentos chaves à população do DF.

A exemplo do SOS Saúde, com a realização de cirurgias eletivas, ou ainda de outros sub-programas, SOS Segurança, Agricultura, Escola. “Todos os programas de governo vai receber essa operação chamado SOS DF. A Saúde vai ser um grande mutirão na área de saúde.”, explicou Moraes.

Com informações de Metrópoles