Ibaneis deve anunciar, nesta quarta (28), nome de novo secretário de Saúde

Definição ocorre após governador eleito ouvir sugestão de ministro da saúde de Bolsonaro, que escolhesse um perfil técnico

Por Kleber Karpov

Na terça-feira (26/Nov), o governador eleito do DF, Ibaneis Rocha (MDB), se encontrou com o futuro ministro da Saúde, do presidente Jair Bolsonaro (PSL), o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM-RS). Na mesma data, Política Distrital (PD), teve acesso a lista dos membros que compõem a equipe de transição da Saúde do Distrito Federal.

Publicidade

Durante o encontro com Mandetta, o governador do DF, apresentou os ‘cotados’ para comandar a SES-DF, ocasião em que pediu recursos para a reformas de hospitais. Entre as unidades em condições mais críticas, Ibaneis listou o Instituto Hospital de Base do DF (IHBDF), além dos hospitais regionais de Ceilândia (HRC), Gama (HRG), Taguatinga (HRT) e Planaltina (HRPL).

Novo secretário

Na ocasião do encontro, Ibaneis revelou que pretende anunciar, nesta quarta-feira (28/Nov), o nome escolhido para gerir a SES-DF. O anúncio deve ocorrer após a realização de reunião com o núcleo de saúde da equipe de transição. “Devo realizar uma reunião com o núcleo de saúde da equipe de transição e, logo depois, oficializar a decisão”, disse.

Ibaneis revelou ainda que para a gestão da Pasta, Mandetta sugeriu “sugeriu um perfil técnico”, algo que pode destoar de manifestação do governador eleito, no início do mês que chegou a anunciar a preferencia por um secretario de saúde, médico.

Embora uma lista tríplice, apresentada por representantes de sindicatos e conselhos ligados à Saúde tenha apontado os nomes do presidente do Sindicato dos Médicos do DF (SINDMÉDICO-DF), Gutemberg Fialho (PR), do ex-presidente do Conselho Regional de Enfermagem (COREN-DF) e diretor do Conselho Federal de Enfermagem (COFEN), Gilney Guerra e o secretário municipal de saúde e médico do Hospital Regional da Asa Norte (HRAN), Leonardo Esteves, outros nomes ainda podem estar no páreo.

Dentre esses, o ex-diretor do Hospital Regional da Asa Norte (HRAN) e cirurgião bariátrico, Adriano Guimarães Ibiapina, a superintendente do Instituto de Cardiologia do DF (ICDF), Núbia Welerson Vieira e o vice-presidente do SindMédico, Carlos Fernando da Silva.

Nomes que compõem uma espécie de conselho, de Ibaneis, capitaneado pelo ex-secretário de Saúde do DF, Jofran Frejat que conta ainda com o deputado distrital eleito, o vice-presidente do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do DF (SINDATE-DF), Jorge Vianna (PODEMOS).

Equipe de transição

Alto escalão da saúde à parte, o chefe da Casa Civil do DF, Sérgio Sampaio, deve publicar, no Diário Oficial do DF (DODF), a qualquer momento, os nomes de servidores da SES-DF e de outros órgãos do GDF, que devem ficar a disposição para municiar o novo governo, das informações sobre a Saúde do DF. A relação foi apresentada à Sampaio, pelo vice-governador eleito, Paco Britto.

A lista, multidisciplinar, é composta por médicos, enfermeiro, analista, agente administrativo, técnico em enfermagem, agente de resíduos sólidos, farmacéutico, assessor.

 

 

Artigo anteriorIbaneis Rocha assina decreto de combate a violência contra a mulher
Próximo artigoCelina Leão participa de encontro de boas-vindas às deputadas federais eleitas