Crianças brasileiras estão expostas a substâncias que alteram hormônios

536


Print Friendly, PDF & Email

Infertilidade, puberdade precoce, diabetes, obesidade e câncer são alguns dos malefícios causados pela exposição massiva aos compostos químicos

O Tarde Nacional desta terça-feira (24) falou sobre um estudo que mostrou que as crianças brasileiras estão expostas a altas concentrações de substâncias químicas que interferem no equilíbrio hormonal. O entrevistado foi o primeiro autor do estudo, pós-doutorando do Departamento de Análises Clínicas, Toxicológicas e Bromatológicas da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto da USP, Bruno Alves Rocha.

Ele explicou os riscos da exposição a parabenos e benzofenonas, presentes em cosméticos de uso adulto, alguns recipientes plásticos e até alguns tipos de alimentos processados. Rocha também falou de outro disruptor endócrino, o Bisfenol A, nas segundas vias de cartões de crédito e em extratos bancários em papel, os chamados recibos térmicos.

Segundo Bruno Rocha, existem regulamentações que limitam o uso desses componentes em diversos produtos. Mas é preciso mais rigor na fiscalização, para que não haja uma substituição de certas substâncias por similares em toxidade, porém com outro nome, o que já acontece no País.

Quer ouvir a entrevista na íntegra? Então clique no player acima!

Publicidade

O Tarde Nacional – Amazônia vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 16h, pela Rádio Nacional da Amazônia. A apresentação é de Juliana Maya.

Fonte: EBC