Secretário de Saúde e Diretor do IHBDF enganaram os servidores aponta Sindate-DF sobre remoção compulsória de servidores

752
Print Friendly, PDF & Email

Que esse governo não cumpre com a palavra e não honra seus acordos todo mundo sabe, mas retirar o servidor do seu local de trabalho sem aviso, é covardia, além de uma enorme falta de respeito. Pois foi o que o governador de Brasília e seu Secretário de Saúde fizeram junto com a atual direção do Instituto Hospital de Base.

Na tarde da última quinta-feira (05/07), os servidores do Instituto Hospital de Base, que haviam optado em permanecer no IHBDF, foram surpreendidos com uma lista que informava que estes estavam sendo removidos para outros hospitais da rede. Os servidores ficaram desesperados com a noticia e acionaram o sindicato.

Ainda na noite de ontem, os diretores do Sindate procuraram a Secretaria de Saúde para pedir esclarecimentos quanto ao que estava acontecendo, no entanto, sem sucesso. Por esse motivo, o Sindate convocou uma reunião em frente ao Pronto Socorro do Instituto para conversar com os servidores e passar as orientações adequadas.

Na manhã desta sexta-feira (06/07), a direção do Sindate conversou com os servidores e orientou que nenhum técnico em enfermagem se apresentasse no local que havia sido removido, e afirmou que irá  entrar com mandado de segurança para garantir com que estes servidores, que não optaram em sair do Instituto, permaneçam no hospital.

“É um absurdo e uma covardia sem tamanho fazer isso com o servidor, tanto o Secretário de Saúde, Humberto Fonseca quanto o diretor do Instituto, Ismael Alexandrino mentiram, pois afirmaram categoricamente que os servidores que optassem em permanecer no IHBDF, teriam todos os seus direitos garantidos. Pois agora iremos cobrar e não vamos aceitar essa remoção”, afirma o diretor do Sindate, Newton Batista

Publicidade

A diretora do Sindate, Elza Aparecida, que também é servidora do Hospital de Base há mais de 20 anos, ficou extremamente emocionada com situação dos colegas. “Nós não podemos permitir com que nos enxotem daqui como se fossemos cachorros, o que essa direção está fazendo junto com o secretario de saude é expulsar os servidores, e isso não iremos aceitar”, se emociona Elza.

9BE38CF3-6AE6-49C3-B057-950BAD3BC4C2A direção do Sindate sempre alertou que esse formato não daria certo, mas o que mais revolta é que tanto o Secretário de Saúde, Humberto Fonseca quanto o diretor do Instituto, Ismael Alexandrino afirmaram que o servidor não seria prejudicado com essa mudança, e agora os servidores estão sendo obrigados a passar por mais essa humilhação. Mas o Sindate informa que o departamento jurídico foi acionado e que as providências cabíveis já estão sendo tomadas.

Fonte: Sindate-DF

0

Comentário