Prefeitura de Santo Antônio do Descoberto descarta parceria ‘caracu’ proposta por empresa

1490


Print Friendly, PDF & Email

Em tom jocoso, gestores demonstram responsabilidade com gestão do município, ao recusar parceria

Por Kleber Karpov

Há 45 quilômetros de distância da capital do país, Santo Antônio do Descoberto (GO) que, em maio de 2015, figurou o quadro Cadê o Dinheiro que Estava aqui, exibido pelo Fantástico, na Rede Globo, por supostas práticas de corrupção, recentemente deu uma demonstração de que as coisas mudaram. De forma jocosa, um parecer da Secretaria Municipal de Gestão de Planejamento, o Executivo local, descartou uma parceria ‘caracu’ prejudicial ao município, proposta por empresários de uma empresa de Construção.

O caso veio a público na última semana. O que chamou atenção e viralizou em grupos das redes sociais, pelo tom jocoso adotado pelo diretor de Planejamento, Desenvolvimento e Gestão,  Pedro Xavier de Jesus, no parecer que recusou a parceria de uma empresa, com a prefeitura de Santo Antonio do Descoberto.

Ao explicar a falta de recursos do município, e da inviabilidade de implementar o projeto proposto, Jesus ratificou a negativa de parceria. “Somos de parecer que no momento essa parceria pretendida pelos empresários construtores é uma parceria tipo ‘caracu’, quando eles entram com a cara e o Poder Executivo entra com o resto, logo, somos contrario ao que se pretende a ROD Construtora.”, aponta o documento.

Publicidade

Responsabilidade

O documento vazado nas redes socais impossibilita a distinção da parceria proposta. Tampouco abre margem a se associar o caso a algum ato de corrupção. Porém, por trás da forma jocosa expressada pelo gestor do município goiano, ao negar a parceria ‘caracu’ a gestão mandou um recado importante à população. Que a prefeitura de Santo Antônio do Descoberto demonstra nesse ato, uma gestão responsável no âmbito do poder Executivo.

Política Distrital (PD) tentou contato o gestor e com o prefeito de Santo Antônio do Descoberto, porém, ainda não obteve retorno.