Defensora Pública-Geral assume cargo para biênio 2018-2020

71


Print Friendly, PDF & Email

Na tarde desta quarta-feira (2), o governador Rodrigo Rollemberg recebeu, no Salão Branco do Palácio do Buriti, autoridades do legislativo, executivo e judiciário, para a cerimônia de transmissão de cargo da nova Defensora Pública-Geral do Distrito Federal, Maria José Silva Souza de Nápolis, que estará no comando da Defensoria Pública do DF durante o biênio 2018/2020. A nova Defensora Geral atuará ao lado dos subdefensores-gerais, João Carneiro Aires e Danniel Vargas de Siqueira Campos.

O Governador destacou a importância do trabalho da Defensoria Pública do DF e elogiou o espírito colaborativo dos defensores que integraram a lista tríplice. “Quero registrar com muita sensibilidade que pesou muito o fato de ser uma mulher com essa trajetória. Acho que estamos em um momento importante de empoderamento das mulheres e tenho certeza que, com esse currículo e com a colaboração de todos os defensores você [Maria José] fará um excelente trabalho”, declarou.

Além do Governador Rollemberg, que recepcionou os convidados, foram prestigiar a nova Defensora Geral a Desembargadora do TJDFT, Sandra Di Santis; o Procurador-Geral de Justiça do DF, Leonardo Bessa; a Procuradora do DF, Paola Aires Corrêa Lima; o Presidente da OAB/DF, Juliano Costa Couto; os deputados distritais: Luzia de Paula (PSB), Telma Ruffino (PROS), Raimundo Ribeiro (PPS) e Chico Leite (REDE); e também colegas de trabalho da Defensoria e servidores do GDF.

Publicidade

Ao relembrar sua trajetória de vida, Maria José comentou: “Assim como fui acolhida e recebi oportunidades, como Defensora Pública Geral aumenta a minha responsabilidade de criar para quantos eu puder a chance de triunfarem sobre a experiência da exclusão. E nisso coloco toda minha força de trabalho e sei que não estarei sozinha.”

A família de Maria José também veio prestigiá-la, incluindo suas irmãs, seu marido, seu filho e a sua mãe, Maria Soledade da Silva Sousa, de 70 anos, que veio diretamente do Acre somente para participar deste momento tão especial e emocionante.

Maria é natural do Acre e trabalha na Defensoria desde 2007, e foi eleita duas vezes para integrar o Conselho Superior da Instituição. Antes de assumir o cargo de Defensora Geral, a acreana trabalhava no Núcleo de Execução Penal.

“Por ter nascido no norte do país, em uma família humilde, e ter conquistado tudo com o próprio esforço, sendo tão jovem. Ela está na mais nobre de todas as advocacias, dirigindo o maior órgão de cidadania que nós podemos ter que é a Defensoria Pública”. Raimundo Ribeiro (PPS), Deputado Distrital.

“Estou muito orgulhoso com essa indicação e entendo que a Maria José reúne todas as condições necessárias para o bom desempenho do cargo. É uma mulher com uma história magnífica de luta e uma ótima formadora de equipe. A OAB/DF estará de mãos dadas com a Defensoria Pública no cumprimento da missão em prol da sociedade” – Juliano Costa Couto, presidente da OAB/DF.

“Fiquei muito feliz de ver uma mulher com uma história de superação assumir a condução de umaInstituiçãotão importante. A Defensoria Pública é uma Instituição essencial para o Estado de Direito, porque não adianta ter direito e não ter quem lute por ele. E o defensor público cumpre essa função. Ninguém melhor para conduzir a Instituição nesse momento do que uma pessoa como a Maria de Nápoles” – Chico Leite, Deputado Distrital (Rede).

“O fato de termos uma Defensora Pública-Geral mulher é muito representativo para o momento atual de empoderamento feminino que vivemos. Temos visto muitas lideranças femininas se destacando e fazendo um excelente trabalho, e é muito satisfatório ver que estamos conseguindo ocupar esse espaço” –  Mayara Lima, presidente da Associação dos Defensores Públicos do DF (ADEP/DF).

Fonte: DPDF