Print Friendly, PDF & Email



Por Evely Leão

Na manhã desta quinta-feira (15/03), o Sindate apresentou, em Audiência Pública na Câmara Legislativa do DF, os dados da Pesquisa 002Saúde do Trabalhador realizada pelo sindicato, no período de 20 de agosto a 20 de novembro de 2017. O objetivo da audiência foi mostrar à população e aos órgãos competentes as condições de trabalho e o estado de saúde no qual se encontram os profissionais de saúde que atuam no DF.

O vice-presidente Sindate-DF, Jorge Vianna, apresentou os resultados da pesquisa no qual os dados revelam que cerca de 51% dos trabalhadores possuem alguma doença, e entre as doenças mais comuns estão a hipertensão com 35%, e problemas psiquiátricos (24%). Outro dado importante revelado na pesquisa é que 85% dos profissionais de saúde se automedicam.

003Além dos dados estatísticos, foi falado também pelo sindicalista sobre a questão do assédio moral que os profissionais enfrentam praticamente todos os dias nos seus locais de trabalho, seja na rede pública de saúde ou na iniciativa privada. Segundo a pesquisa, cerca de 83% dos profissionais já sofreram assédio moral.

Publicidade

Vianna falou ainda sobre outro problema que os trabalhadores enfrentam nos hospitais que é a questão da falta do local apropriado para que o trabalhador tire seu repouso. “Existe uma lei aqui no DF, aprovada por esta casa, que garanhe o repouso e o mobiliário adequado nos hospitais do DF, e que nós precisamos fazer com que seja cumprida”, explica.

Segundo o representante do Ministério Público do Trabalho, são atos como esses que podem trazer algum avanço, pois ajudam na resolutividade dos problemas. “Participem das deliberações, esperneiem mesmo, façam barulho, vocês estão certo,” fala o Procurador do Trabalho, Dr. Charles Lustosa.

Na ocasião, o deputado Bispo Renato Andrade (PR), ressaltou a importância na melhoria das condições de trabalho dos servidores e afirmou que esses dados seriam entregues aos órgãos competentes para que as devidas providências fossem tomadas.

A realização da Audiência Pública foi uma iniciativa do Deputado Bispo Renato de Andrade (PR), e contou a presença do representante do Ministério Público do Trabalho, Dr. Charles Lustosa; do representante do Cofen, Gilney Guerra; do Presidente do Sindate-DF, João Cardoso; do Diretor de Enfermagem da SES-DF, Ricardo Saraiva e do Gerente de Segurança, Higiene e Medicina do Trabalho da SES-DF, Ricardo Dr. Ricardo Teotônio, além estudantes de enfermagem, trabalhadores da rede pública e privada, e de Cooperativas e Home Care.

Assista a apresentação:

Fonte: Ascom Sindate-DF