Após pressão e um grave acidente Rollemberg entrega 23 ambulâncias ao SAMU-DF

373
Print Friendly, PDF & Email

Veículos devem substituir parte da frota sucateada e sem manutenção

Por Kleber Karpov

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência do Distrito Federal (SAMU-DF) recebeu, oficialmente, 23 novas ambulâncias, nesta quinta-feira (1º/Mar). A entrega, pelo governador do DF, Rodrigo Rollemberg (PSB), ocorreu após servidores pressionarem pelas entregas e um acidente grave próximo na BR-040, na última semana.

O recebimento desses carros foi anunciado por Rollemberg, em dezembro de 2017, porém, somente após dois meses os veículos foram entregues para atender à população do DF. A demora, de acordo com o GDF se deu, em decorrência do tempo necessário para realizar emplacamento e incorporação ao patrimônio.

A entrega ocorre após os servidores questionarem a demora da entrega e, ainda, de um grave acidente, na BR020, na manhã do sábado (24/Ago), que envolveu uma ambulância. Na ocasião, um servidor da Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF)/SAMU-DF, sob sigilo de identidade, criticou a demora dos gestores em entregar os veículos, caso noticiado por Política Distrital. O servidor também mencionou que a “as viaturas estão sem manutenção, estão sucateadas.”.

Antes tarde…

Para o vice-presidente do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do DF (SINDATE-DF), Jorge Vianna, o governo esperou “quase acontecer uma fatalidade” para colocar as viaturas para rodar.

“É incrível mas, pelo que vi, na semana passada, antes do acidente com a ambulância do SAMU, a secretaria apenas falou que estava colocando as ambulâncias no patrimônio. Agora foi necessário ter um acidente quase com fatalidades para o governador e o secretário de saúde sairem da sala com ar condicionado e apressarem a entrega das ambulâncias que estavam paradas há dois meses.”, disparou Vianna.

O Sindicalista lembrou ainda o descarrilamento do Metrô-DF. “Pelo jeito, após o descarrilamento do Metrô-DF ontem, o governo, que parece gostar de brincar com vidas humanas, deve começar a anunciar uma série de medidas para resolver o problema. Mas como diz o ditado, antes tarde do que nunca. E os profissionais do SAMU e a população agradecem.”, ironizou.

Doações

Das 23 ambulâncias, 14 foram custeadas com emendas parlamentares do senador Reguffe (Sem Partido) e cinco com recursos destinados pelo deputado federal Ronaldo Fonseca (PROS), além de outras quatro, doadas pelo Ministério da Saúde.

De acordo com o secretário de Saúde, Humberto Lucene Pereira da Fonseca, as viaturas serão distribuídas em todo o DF. “São quatro unidades de suporte avançado e 19 de suporte básico, a serem enviadas para os sete núcleos do Samu. A região com mais carros será Ceilândia, que é a que mais precisa”, explicou.

Com informações de Agência Brasília