Cadê as 23 ambulâncias destinadas ao SAMU-DF por emendas parlamentares e Ministério da Saúde secretário?

382
Print Friendly, PDF & Email

Após denúncia de falta de pagamento, Secretaria refuta versão e afirma que viaturas estão “sendo patrimoniadas e equipadas”

Por Kleber Karpov

Na semana de carnaval, Política Distrital (PD) recebeu questionamentos de servidores sobre as 23 ambulâncias, quatro doadas pelo Ministério da Saúde (MS) e 19 provenientes de emendas de parlamentares destinadas pelo senador Reguffe (sem partido) e ao deputado federal Ronaldo Fonseca (Pros). O anúncio, comemorado pelo governador do DF, Rodrigo Rollemberg (PSB), aconteceu em 26 de dezembro, porém, quase dois meses depois, as viaturas estão fora de circulação.

Sob sigilo de identidade, um dos denunciantes afirmou (9/Fev) ao Política Distrital (PD) que a Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF) efetuou a compra das ambulâncias, por intermédio da Empresa Rev Brasil Group, situada em São Paulo, porém, mas que as viaturas estavam com pagamento pendente, motivo pelo qual as ambulâncias estavam retidas.

Outra denunciante (14/Fev), também sob sigilo de identidade mencionou que, durante o carnaval ocorreram várias ‘baixas’ de viaturas, sem reservas para reposição. “Hoje o serviço está com várias viaturas baixadas pq não tem viaturas reservas para substituição das que apresentam defeitos. Corre um comentário que o GDF não pagou uma das parcelas referente a aquisição das 23 novas viaturas impossibilitando coloca-las em circulação.”, disse.

Em 9 de fevereiro, PD entrou em contato com a Rev Brazil Group, mas em decorrência do Carnaval a empresa deixou de retornar o contato. Em nova ligação semana, a empresa explicou que a compra foi realizada por uma concessionária.

Em apuração com a SES-DF (21/Fev), a pasta informou que efetuou o pagamento de 19 ambulâncias. No caso as destinadas ao DF, por intermédio de emendas parlamentares, já que as quatro restantes, foram doadas pelo Ministério da Saúde. “A Secretaria de Saúde informa que o pagamento de 19 ambulâncias adquiridas por intermédio de emendas parlamentares já foi realizado. Outras quatro ambulâncias foram doadas pelo Ministério da Saúde.”. A Pasta esclareceu ainda que a empresa fornecedora das ambulâncias foi a concessionária De Nigris, de São Paulo.

Sem informação disponível no Portal da Transparência do GDF, sobre emissão ou pagamento do referido empenho, vinculado a De Nigris Distribuidora de Veículos Ltda, PD fez contato com a empresa que confirmou o pagamento. “Não há pendências, está tudo pago.”, afirmou um funcionário.

E a demora SES?

Em relação a demora de disponibilização das viaturas, a Secretaria esclareceu que “no momento as ambulâncias estão sendo patrimoniadas e equipadas para substituírem veículos antigos da frota do Samu.”.