327% pode ser a variação de custos de materiais escolares, afirma Procon-DF

184
Print Friendly, PDF & Email

Variação no valor total da lista com 20 itens chegou a 327%, de R$ 75 a R$ 246

Fiscais do Instituto de Defesa do Consumidor do Distrito Federal (Procon-DF) pesquisaram preços de 20 itens escolares em 41 papelarias do DF de 8 a 12 de janeiro. Foram encontradas variações de 327% nos valores da lista completa.

O preço de um apontador de lápis, por exemplo, variou de R$ 0,20 a R$ 23,90.

A diferença do preço da borracha pequena (branca com capa plástica) atingiu 1.700% — de R$ 0,70 a R$ 11,90. Já o do lápis preto nº 2 variou de R$ 0,19 a R$ 8,90.

O caderno de dez matérias (capa dura de 200 folhas) foi encontrado de R$ 5,99 a R$ 48,50.

Publicidade

Segundo o diretor de Fiscalização do Procon, Nivaldo Sá, o resultado da operação reforça o que o instituto sempre orienta ao consumidor: planejamento e pesquisa.

“Se o consumidor fizer uma boa pesquisa de preço, ele consegue gastar em média três vezes menos na lista de material escolar.”

Das papelarias que apresentaram todos os itens da lista de material, a mais cara está na Asa Sul, com o valor total da lista em R$ 246,30. Já a mais barata fica em Sobradinho, com a lista somando R$ 75,30.

Confira aqui a pesquisa de preço completa.

Fonte: Agência Brasília