Governo corta o ponto de grevistas e suspende negociação com a Polícia Civil

Por Helena Mader

Diante da radicalização do movimento grevista de policiais civis,  o governo decidiu cortar o ponto dos servidores e suspendeu as negociações enquanto durar a paralisação.  O secretário chefe da Casa Civil,  Sérgio Sampaio,  classificou a greve e a manifestação durante a partida do Brasil como “uma afronta ao estado democrático de direito”.

Em entrevista na manhã desta sexta-feira,  Sampaio voltou a mostrar as dificuldades financeiras do Executivo e afirmou que reajustes neste momento vão representar “menos remédios para a população,  menos recursos para programas sociais,  menos equipamentos nos hospitais”. “Esse é um debate que a sociedade precisa fazer”,  explicou Sampaio.

Fonte: Correio Braziliense

Publicidade
Artigo anteriorGDF dá sinal verde para contratação de 2.275 novos servidores em 2017
Próximo artigoDiretor do SAMU-DF explica vazamento de “anúncio publicitário” que viralizou em redes sociais