Senador Helio José (PMDB-DF) critica ilações com ex-assessora presa

Por Kleber Karpov

Uma megaoperação da Coordenação de Repressão aos Crimes contra o Consumidor, à Ordem Tributária e a Fraudes (CORF) da Polícia Civil do DF (PCDF)(23/jun), batizada de Lote Fácil resultou na expedição de 17 mandados de prisão e 25 buscas e apreensão. A Ação da CORF investiga a comercialização de concessões de casas e apartamentos, concedidos pelo GDF, por meio do programa Morar Bem, vinculado ao Minha Casa, Minha Vida do governo Federal. Os alvos são entidades sociais que vendem ‘posições’ e privilégio em relação à lista da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF (CODHAB).

A ação, no entanto, acabou por acertar em cheio o senador, Hélio José (PMDB-DF). Isso porque um dos envolvidos, Willian Fernandes, então assessor do gabinete, foi exonerado, segundo a próprio Parlamentar, “imediatamente após tomar conhecimento do pedido de prisão”.

Mas o caso que chama atenção é o de Dayana Cantallops Schneicker, também na lista de detenções da PCDF. Isso porque  teve a  imagem vinculada ao parlamentar, por meio da imprensa, por ter trabalhado na assessoria do Senador em 2015. Porém, o Senador refuta a associação em relação à ex-colaboradora do gabinete que, de acordo com Nota à Imprensa, da Assessoria de Comunicação (Ascom) do Senador, não atua na equipe de Hélio José “há mais de um não”.

Publicidade

A nota explica ainda que Dayana Cantallops é sobrinha da ex-administradora de Planaltina e vai além ao sugerir: “Segundo informações, a senhora Dayana Cantallops Schneicker, assessora o subsecretário de Ordenamento das Cidades, Marlon Costa, que é assessor especial do governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg.”.

Mas dois casos Senador?

Conhecido por “Senador do Povo”, Hélio José conversou com Política Distrital sobre a ação do CORF e explicou que embora possa soar ‘estranho’ duas pessoas que tenham passado na assessoria parlamentar, estarem envolvidas na ação da CORF.

“Todos que me conhecem sabem que meu mandato é popular e tem foco na defesa dos interesses dos moradores do DF. Eu tenho um grande carinho e proximidade com centenas de entidades habitacionais, associações, sindicatos, cooperativas, lideranças comunitárias. Agora, se porventura, como aconteceu semana passada, alguém da minha assessoria vier a aparecer com qualquer tipo de problema de ordem legal, minha postura será exatamente a mesma, exonerar, pois eu não tenho compromisso com erros que porventura um assessor tenha cometido ou venha a cometer.”.

Hélio José disse ainda que repudia “quaisquer tentativas de se tentar criar fatos políticos com notícias inverídicas usando alguns veículos de imprensa.”. Embora não tenha direcionado a crítica a nenhum ente político ao Política Distrital, a Nota à Imprensa, supostamente, sugere caminhos que a Polícia Civil do DF possa percorrer? Ou será mera impressão?

Confira a nota na íntegra

NOTA À IMPRENSA

A assessoria de comunicação do gabinete do senador Hélio José (PMDB-DF) vem por meio desta nota comunicar que segundo informações, a senhora Dayana Cantallops Schneicker, assessora o subsecretário de Ordenamento das Cidades, Marlon Costa, que é assessor especial do governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg. A citada é sobrinha da ex -administradora de Planaltina, Dinalva Ferreira.

Portanto, a imprensa mais uma vez falta com a verdade ao vincular o nome do senador Hélio  a matérias sobre vínculo do mesmo com Dayana Cantallops.

Essa senhora não trabalha no gabinete do senador Hélio José, há mais de um ano.

Pedimos uma retratação junto aos veículos de comunicação, para que a veracidade dos fatos, sejam publicadas.

Atenciosamente,

Assessoria de comunicação gab senador Hélio José.

Artigo anteriorEx-vice-governador do DF, Tadeu Filippelli fala sobre a conjuntura política do DF
Próximo artigoAudiência pública sobre a inversão nas avenidas Samdu e Comercial de Taguatinga, nesta segunda (27)