Usuários do Instituto de Saúde Mental ficam sem medicamentos de uso regular

239
Print Friendly, PDF & Email

Lista no ISM do Riacho Fundo I aponta falta de 12 medicamentos

Por Kleber Karpov
Lista de medicamentos em falta no ISM do Riacho Fundo I
Lista de medicamentos em falta no ISM do Riacho Fundo I

Política Distrital recebeu denúncia de usuária que depende de fornecimento de medicação por parte do instituo de Saúde Mental  (ISM) de Riacho Fundo I. De acordo com a denunciante, que pede para não ser identificada, a falta de medicamentos no ISM deixam as pessoas com algum tipo de distúrbio mental em situação de risco.

A usuária encaminhou ao Política Distrital uma foto da lista de remédios em falta no ISM do Riacho Fundo I. Ao todo, 12 medicamentos estão em falta. “Esse governo está brincando com a saúde das pessoas. Esses medicamentos não poderiam faltar de forma alguma.”, afirmou.

A critica ocorre pois além dos pacientes internados no ISM, centenas de pessoas com algum tipo de distúrbio mental  e dependem do uso regular das mediações para não terem crises, ficaram totalmente desassistidas.

Secretaria de Saúde

Política Distrital questionou a Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF) sobre os medicamentos em falta e sobre o que está sendo feito para garantir que os usuários recebam as medicações.  No entanto, por meio da Assessoria de Comunicação, a Secretaria se limitou apenas a informar em que situação se encontra cada medicamento da lista informada pelo ISM.

Confira abaixo:

  • Carbamazepina 200 mg – processo de compra finalizado, aguardando entrega do fornecedor.
  • Clomipramina  25 mg – processo de compra finalizado, aguardando entrega do fornecedor.
  • Fenobarbitol 100 mg – processo de compra finalizado.
  • Fenitoína 100 mg – falta de matéria prima no mercado. A secretaria de saúde já comprou o injetável e está providenciando a compra do comprimido.
  • Fluoxetina 20 mg – estoque regular.
  • Haloperidol decanoato 70,52 mg/ml – processo de compra em andamento.
  • Haloperidol 1 mg – estoque regular.
  • haloperidol 5 mg – processo de compra finalizado.
  • Imipramina 25 mg – estoque regular.
  • Imipramina – 75 – processo de compra em andamento.
  • Tioridazina – 50 mg – processo de compra finalizado, aguardando entrega
  • Tioridazina 200 mg – processo de compra finalizado.

Luta Antimanicomial

A falta de medicamentos foi denunciada na semana em que se comemorou o dia de Luta Antimanicomial, comemorado em 18 de maio e que a SES-DF anunciou o atendimento de cerca de 50 mil pessoas na atenção psicossocial do DF. De acordo com a SES-DF, a rede conta com 700 profissionais, entre médicos, psicólogos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, enfermeiros e técnicos de enfermagem fazem esse atendimento.

“Hoje, temos 50% da estrutura prevista na legislação. Temos 17 Centros de Atendimento Psicossocial (Caps) além do Instituto de Saúde Mental e do Hospital São Vicente de Paulo. Para completar a estrutura, precisamos de residências terapêuticas e de Caps III, que funciona 24 horas”, diz o diretor de Saúde Mental da Secretaria de Saúde, Ricardo Lins.

Além da estrutura citada pelo diretor, a rede pública de saúde do DF também conta com uma Unidade de Psiquiatria no Hospital de Base, um Núcleo de Apoio Terapêutico no HMIB, o Adolescentro e uma Unidade de Acolhimento, vinculada ao CAPs da Samambaia.

Com informações de Agência Saúde DF