BRB não paga salário e culpa Secretaria de Saúde, mas quem ‘paga’ a conta é o servidor

171
Print Friendly, PDF & Email

Médica afirma que o salário de abril não foi creditado em conta corrente  

Por Kleber Karpov
5650b67b-53e1-413b-ab9a-f524f2431016
Extrato bancário demonstra não creditação de salário – Foto: Arquivo Pessoal

Após pagamento de salário do funcionalismo público do GDF, um grupo de servidores da Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF) alegam que não receberam pagamentos.  Esse é o caso de uma médica da SES-DF, que pede para não ser identificada, afirma que na agência do Banco Regional de Brasília (BRB)  a gerente culpou a Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF) pelo erro.

De acordo com a servidora, que procurou o BRB por não ter creditado, em conta corrente, o salário de abril, e encontrou a agência do Banco no Hospital de Base do DF (HBDF) lotada de servidores com o mesmo problema.

Segundo a médica, os trabalhadores que, em algum momento, fizeram a troca de agência dentro do BRB para receberem os salários, ficaram sem pagamento. “Eu estive na agência do BRB do Hospital de Base e a fila estava enorme, cheia de pessoas com o mesmo problema. Há pessoas que, há anos, pediram para trocar a agência [dentro do BRB] para receber o salário, ficaram sem pagamento  e eles pediram 72 horas para resolver o problema.”, afirma.

Ainda de acordo com a médica, a gerente do BRB informou que o erro foi da SES-DF e que deve mandar para a Secretaria uma “lista dos rejeitados” para então poder ser apurado e creditado o pagamento dos servidores que ficaram sem o salário. “A gerente Natália [do BRB no HBDF] diz que o erro foi da secretaria e várias pessoas não receberam, as que tinham outra agência [no mesmo banco]. Somente no setor em que eu trabalho, duas outras servidoras ficaram sem o pagamento. Será que aplicaram nosso dinheiro? Eles pediram para esperar por 3 dias, e como vamos pagar as nossas contas? Eu tive que entrar no cheque especial.”.

Respostas

Politica Distrital fez contato com o BRB e com a SES-DF. Por meio da Assessoria de Comunicação a Secretaria de Saúde afirma desconhecer o problema e não ter recebido reclamação de servidores sobre o assunto. “A Diretoria Financeira da Secretaria de Saúde não confirma a informação e informa que até o momento não recebeu reclamações neste sentido.”.

O BRB por sua vez, não retornou o contato do Blog, até o momento da publicação da matéria.