Vai ficar mais difícil obter o diploma de médico

57


Print Friendly, PDF & Email

Estudantes de Medicina terão de fazer provas durante a faculdade se quiserem ter o diploma e ingressar em uma residência médica

Não serão somente os estudantes de Medicina que fizeram a faculdade fora do país que terão de comprovar conhecimentos para exercer a profissão no Brasil.
A partir de agosto deste ano, todos os alunos do curso serão avaliados periodicamente durante a graduação e só poderão receber o diploma se atingirem uma nota mínima estipulada.

A chamada Avaliação Nacional Seriada dos Estudantes de Medicina (Anasem) foi anunciada no começo deste mês, mas já estava prevista no Programa Mais Médicos e em uma resolução do Conselho Nacional de Educação (CNE). Os detalhes de como serão as provas, segundo informações do Ministério da Educação (MEC), ainda serão definidos por uma comissão, que conta com a participação de órgãos como MEC, Ministério da Saúde e Conselho Federal de Medicina (CFM).Um dos pontos mais debatidos é a pontuação da avaliação.

A ideia inicial é de que os estudantes sejam avaliados no segundo, no quarto e no sexto anos da faculdade, mas somente o último teste valeria como base para obter o diploma, os outros dois seriam a título de avaliação pedagógica, para que possíveis falhas no ensino fossem detectadas e sanadas ainda dentro do período da faculdade.

– A ideia da avaliação já foi abraçada pelo CFM há muito tempo, mas é preciso organizar como isso será feito. Há conselheiros que defendem que o estudante tem de conseguir uma pontuação mínima na primeira avaliação para seguir adiante no curso. Outros entendem que só a avaliação final seria considerada para ter o diploma – diz Rogério Wolf de Aguiar, presidente do Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Sul (Cremers).

Publicidade

A vice-diretora da Faculdade de Medicina da UFRGS, Lúcia Maria Kliemann ressalta que são poucas as informações sobre como será a Anasem e tem ressalvas quanto à avaliação:

– Universidades importantes como a nossa não foram chamadas a construir tal instrumento.

As provas devem cobrar conhecimentos básicos exigidos em cada etapa da graduação e, segundo o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, seguirão os moldes do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida).

SOBRE A ANASEM

A primeira prova deve ser aplicada em agosto deste ano a cerca de 20 mil estudantes de Medicina que estão no segundo ano do curso.
Os testes deverão ser aplicados no segundo, no quarto e no sexto anos da faculdade.
No segundo e quarto anos, a ideia é de que a avaliação seja apenas para que os alunos testem os conhecimentos. Somente no sexto ano, eles deveriam ter um desempenho mínimo exigido para obter o diploma.
A avaliação será pré-requisito para a residência médica. Aqueles que não obtiverem a nota mínima poderão refazer a prova. Serão exigidos conhecimentos considerados básicos para cada etapa da graduação.

Fonte: RBS