Distritais pedem solução para a saúde no DF

Print Friendly, PDF & Email

A sessão ordinária da Câmara Legislativa do Distrito Federal desta terça-feira (01) foi marcada pelas críticas do líder do PMDB, deputado Wellington Luiz, ao estado da saúde no DF. O deputado afirmou não ter justificativa para o governo alegar falta de medicamentos e materiais de uso básico nos hospitais do DF. “A nossa saúde faliu, não se economiza com vidas humanas” desabafou.

O parlamentar citou o apelo desesperado da filha de uma paciente que estaria morrendo em um leito de hospital. “É inadmissível faltar medicamentos em hospitais e na farmácia de alto custo e de imediato não serem repostos” comentou Wellington Luiz.

O deputado Raimundo Ribeiro (PSDB), ao criticar o que chama de descaso na saúde, comentou que “o governador fez a opção entre a economia e a saúde, e infelizmente banalizou a vida e deu ênfase a economia”.

Publicidade

Já Wasny de Roure (PT) pediu em plenário a derrubada do veto do governador Rodrigo Rollemberg ao projeto de lei nº 41/2015 – que prevê o fornecimento de medicamentos à base de canabidiol na rede pública de saúde – e a também a formação de uma comissão de parlamentares para uma reunião com o ministro da saúde. Wasny reforçou o pedido a presidente da CLDF, deputada Celina Leão (PPS), que agende uma audiência o mais rápido possível. “Temos que buscar soluções para o caos que se instalou na área e órgãos de saúde do DF, pois a saúde não pode esperar” argumentou o distrital.

O deputado Chico Vigilante observou que a saúde do DF está em emergência desde o início do governo Rollemberg. “O ministério da saúde repassou a verba para saúde e o governador está economizando. Enquanto isso o brasiliense sofre em leitos de hospitais” afirma o parlamentar.

Fonte: CLDF

Artigo anteriorConcursados para o IML DF, em cadastro reserva, cobram nomeações. Mas…
Próximo artigoRicardo Valle condena reunião de governador, sobre Organizações Sociais, com distritais