População de São Sebastião (DF) faz manifestação e cobra Saúde e Segurança

450
Print Friendly, PDF & Email

Mais de mil moradores de São Sebastião, se uniram na manhã deste sábado e fizeram uma carreata, comerciantes fecharam o comercio como forma de protesto para pedir melhorias na saúde e segurança. A cidade, que começou a ser ocupada em 1957, quando várias olarias ali se instalaram em terras posteriormente arrendadas através da Fundação Zoobotânica do Distrito Federal, visando, à época, suprir parte da demanda da construção civil por materiais. Com a expiração dos contratos, as olarias foram sendo desativadas e o núcleo urbano foi se estruturando aos poucos ao longo do córrego Mata Grande e Ribeirão Santo Antônio da Papuda, como resultado do parcelamento do solo.

Cidade que por muito anos foi pacata, vem sofrendo com problemas nas áreas de  segurança e saúde de forma continua, sem que o governo de atenção aquela população que hoje representa mais de 80 mil habitantes divididos em vários bairros e ainda recebe diariamente milhares de moradores do Jardins Mangueiral e Condomínios do Jardim Botânico que trabalham ou fazem suas compras na localidade.

Conforme nosso blog, vem anunciando, os comerciantes, moradores e visitantes vem sofrendo com a falta de segurança, assaltos e crimes contra vida e nada vem sendo feito para que a situação melhores. Quando o assunto é saúde não há nem o que discutir a localidade não possui nenhum hospital e os doentes são submetidos a ficarem por horas aguardando atendimento no Posto de saúde ou na UPA que não comportam a quantidade de pacientes.

Publicidade

A situação em São Sebastião, vem se agravando desde a semana passada quando surgiram vários focos de doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti, apesar do governo ter montado um hospital de campanha próximo a UPA , a quantidade de pacientes tem sido superior a capacidade de atendimento deixando a desejar. Quanto a segurança em uma cidade que já possui um efetivo insuficiente para patrulhamento e combate ao crime teve seu efetivo diminuído mais ainda apos a fuga de presos de alta periculosidade do presidio da papuda, colocando em panico comerciantes e moradores que não suportam mais a onda de violência.

Confira o vídeo:

Fonte: Blog do Cafezinho

Artigo anteriorImposto de Renda: Contribuinte com mais de 50 anos poderá deduzir gastos com medicamentos
Próximo artigoHospital Materno Infantil revela fragilidade de Organizações Sociais de Goiás