Após ameaça de morte, integrantes do TCDF fazem curso de tiro

Óculos, protetores auriculares e armas empunhadas. Cinco conselheiros do Tribunal de Contas do Distrito Federal e uma procuradora do Ministério Público de Contas do DF (instituição que atua junto ao Tribunal) fizeram na manhã desta sexta-feira, dia 19 de fevereiro, o curso de tiro promovido pela Polícia Civil do DF. A capacitação foi oferecida depois que integrantes da Corte receberam uma ameaça de morte.

O treinamento foi realizado por instrutores da Divisão de Operações Especiais (DOE) da PCDF, que fazem parte da Seção de Segurança do Dignitário e Proteção a Pessoas. Nas aulas teóricas e práticas, os integrantes do TCDF e do MPC/DF foram alertados, primeiramente, sobre as medidas de segurança ao utilizar uma arma. Depois, aprenderam as características da pistola, além das técnicas para montar, desmontar e manusear o equipamento. Municiaram o carregador, alimentaram e carregaram a arma e, por fim, efetuaram diversos disparos no estande de tiro da DOE.

Nas instruções, os alunos aprenderam também sobre posicionamento do corpo; eixo de alinhamento; empunhadura dupla, empreendida com as duas mãos; correta colocação do dedo no gatilho; olho diretor, que é o responsável pela pontaria; linha de mira; respiração; concentração e outros fundamentos de tiro.

Publicidade

Participaram do curso o presidente do Tribunal de Contas do Distrito Federal, Conselheiro Renato Rainha; os Conselheiros Manoel de Andrade, Inácio Magalhães Filho, Paulo Tadeu e Márcio Michel; a procuradora do Ministério Público de Contas do DF, Márcia Faria; e o chefe de gabinete da Presidência do TCDF, José Augusto de Oliveira.

Fonte: Ascom TCDF

Artigo anteriorSecretaria de Saúde DF divulga quantitativos de empossados e convoca servidores para Ato de Exercício
Próximo artigoEm menos de dois meses, PCDF tem 47 aposentadorias e nenhuma nomeação