‘Pelos Caminhos do SUS’ na 15ª Conferência Nacional de Saúde

Print Friendly, PDF & Email
Por Haendel Gomes

Com o tema Saúde pública de qualidade para cuidar bem das pessoas: direito do povo brasileiro, a 15ª Conferência Nacional de Saúde (CNS) no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília, ganha atração extra. A convite da organização do evento, a exposição Pelos Caminhos do SUS, do Museu da Vida da Fiocruz, poderá ser visitada pelos participantes durante a Conferência, de 1º a 4 de dezembro.

A mostra foi montada a partir de parceria da Fiocruz com o Conselho Nacional de Saúde, tendo a colaboração de pesquisadores do Observatório História e Saúde, vinculados à Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz). O objetivo é desenvolver o tema sob uma perspectiva crítica, mas ao mesmo tempo lúdica, desmistificá-lo, informar, mostrar os avanços e também indicar os desafios. A mostra “explora uma linguagem urbana, com elementos de construção civil, uma alusão a um sistema que ainda está em construção”, afirma Diego Vaz Bevilaqua, chefe do Museu da Vida.

Além de painéis informativos ricamente ilustrados, Pelos Caminhos do SUS conta com atividades interativas. O público conhece módulos, como Sustentando o SUS, uma estrutura em forma de arco que sugere o envolvimento de um grupo para a construção dos “pilares” do Sistema. Em outro, Time da Saúde, é possível saber mais sobre os profissionais da área. Na atividade Árvore da Saúde, é possível interagir completando a arte cenográfica feita com folhas, usando diferentes conceitos relacionados à saúde pública. A exposição inclui animação para revelar como o sistema se organiza para o público.

Publicidade

Pelos Caminhos do SUS nasce de reflexões em torno das manifestações de junho de 2013. “Um dos objetivos iniciais do projeto é ampliar o diálogo com a sociedade civil e os movimentos sociais, destaca Diego. Nesse sentido “a exposição é bastante leve, e própria para se tornar itinerante por diversos locais no Brasil, de forma a atingir mais diretamente a população”, conclui.

Para o historiador, pesquisador da COC e um dos organizadores da exposição, Carlos Henrique Paiva, a exposição apresenta o Sistema Único de Saúde propondo reflexões e debates sobre a importância da saúde como direito do cidadão e dever do Estado. “O público terá a oportunidade de conhecer o SUS de forma crítica, lúdica e interativa, caminhando pelas conquistas, perspectivas e principalmente pelos desafios que ainda existem na luta pela saúde pública de qualidade”, conclui Hilda Gomes, coordenadora do Serviço de Educação em Ciências e Saúde do Museu da Vida (Seducs).

Desde abril, a mostra pode ser vista no Museu da Vida, no campus da Fiocruz, em Manguinhos, na Zona Norte do Rio de Janeiro, e já recebeu 3,6 mil pessoas. Sobre o evento em Brasília, o público obtém mais informações no site oficial.

Fonte: COC/Fiocruz

Artigo anteriorMané Garrincha e Walmart, dois escândalos que vão estourar em Brasília
Próximo artigoSecretaria de Fazenda acerta as contas; há superávit de mais de R$ 1 bi