Diretora da Agefis prestará esclarecimentos sobre derrubadas em condomínios

88
Print Friendly, PDF & Email

O líder do governo, deputado Julio César (PRB), garantiu que a diretora da Agência de Fiscalização (Agefis), Bruna Pinheiro, comparecerá à Câmara Legislativa no próximo dia 3 de dezembro, em audiência pública, para prestar esclarecimentos sobre a derrubada de casas em condomínios do DF e a violência das operações. Após a reclamação de vários distritais, entre eles Ricardo Vale (PT) e Bispo Renato Andrade (PR), o líder do governo informou que entrou em contato com o governador Rodrigo Rollemberg, que determinou a suspensão das operações.

Segundo Julio César, o governador garantiu que a diretora da Agefis prestará todos os esclarecimentos aos deputados durante a audiência pública. Diante das informações do líder do governo, o deputado Ricardo Vale retirou requerimento de sua autoria que convocava a diretora para prestar esclarecimentos.

O deputado Bispo Renato Andrade, que havia anunciado que não votaria projetos do governo enquanto a situação fosse explicada, resolveu voltar atrás diante da suspensão das derrubadas e do compromisso de comparecimento da diretora da Agefis à Câmara. Bispo Renato reclamou da derrubada de 680 casas e duas igrejas no Sol Nascente.

Numa sessão em que as galerias da Casa estavam tomadas por moradores de condomínios, o assunto dominou dos pronunciamentos dos deputados distritais. Vários deles ocuparam os microfones em defesa dos moradores e com críticas às ações do GDF.

O deputado Wasny de Roure (PT) disse que o problema é complexo e não se refere apenas à atuação da Agefis. Para ele, o responsável em buscar soluções deve ser o próprio governador Rodrigo Rollemberg. Já o deputado Lira (PHS) condenou duramente a atuação da Agefis e defendeu a retirada de poderes da agência.

A deputada Telma Rufino (sem partido) pediu o cumprimento de projeto de lei de sua autoria, aprovado na semana passada, que obriga o governo a notificar os moradores antes de qualquer ação de derrubada ou desocupação.

Já Ricardo Vale reprovou a forma com que a AGEFIS tem agido contra moradores de condomínios e lembra que em campanha o governador Rodrigo Rollemberg prometeu diálogo. “Basta de truculência e agressividade contra famílias de bem, peço a todos os deputados que nos ajudem a resolver esse caso de calamidade que assola a nossa cidade” argumenta o parlamentar.

Fonte: CLDF