Secretaria de Saúde nega gestão do hospital de Sobradinho por Universidade Católica de Brasília

Print Friendly, PDF & Email
Por Kleber Karpov

Após matéria publicada, por Blog do Callado (22/Out), afirmar que o Hospital Regional de Sobradinho (HRS) será entregue a Universidade Católica de Brasília (UCB), Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF) nega a informação de possível terceirização de serviços.

De acordo com a publicação e Blog do Callado: “Hoje, o secretário de Saúde, Fábio Gondim, deu mais um passo para a terceirização. Ele chamou em seu gabinete o diretor do Hospital Regional de Sobradinho (HRS), Manuel Luiz Neto. O motivo da convocação foi para comunica-lo que a Universidade Católica de Brasília vai assumir a unidade de saúde. E que ele deixará o cargos nos próximos dias.”.

Politica Distrital conversou com o Secretário de Saúde, Fábio Gondim, que negou a informação. “Essa informação está totalmente descolada da realidade.Não houve conversa minha com Manuel, não disse que vou exonera-lo. Nem história de Católica existe, quanto mais que vai assumir algum hospital ou regional.”, afirmou Gondim.

Publicidade

Em nota a Assessoria de Comunicação da SES-DF complementa: “A Secretaria de Saúde nega que a Universidade Católica de Brasília vai assumir a gestão do Hospital Regional Sobradinho (HRS). De acordo com o Secretário Fábio Gondim esse assunto sequer está em discussão. O diretor do HRS, Manuel Luiz Neto, também nega que tenha sido demitido pelo secretário. Ao contrário do informado, a Secretaria trabalha para fortalecer o atendimento na região e garantir que a Unidade de Pronto Atendimento de Sobradinho, e nenhuma outra UPA, seja fechada. Para garantir a continuidade dos serviços, a área econômica do governo, autorizou a ampliação da carga horária de 200 profissionais, que passarão de 20h para 40h, com o compromisso de prestar metade da jornada de trabalho, nas UPAS.”

Artigo anteriorSindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem realizam assembleia hoje (23)
Próximo artigoCLDF: Sim, Não… Vixi Maria mãe de ‘deusi’