Sindicato, servidores e concursados entregam abaixo-assinado, contra as Organizações Sociais, ao Ministério Público do DF

91
Print Friendly, PDF & Email

Em 20 dias petição online arrecadou mais de 5.000 assinaturas.

Na tarde de segunda-feira (19/Out) um grupo de representantes do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem (Sindate-DF), servidores da Saúde e concursados da Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF), que aguardam nomeação, entregaram um abaixo-assinado promotor de Justiça, Jairo Bisol, da Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde (Prosus), no Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT).

As assinaturas foram colhidas por meio de petição pública intitulada: Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT): Impeçam a implantação de Organizações Sociais (O.S.) na saúde pública do DF. Ao todo, em 20 dias, 5.300 pessoas assinaram o abaixo-assinado eletrônico.

Publicidade

Para a diretora do Sindate-DF, Josiane Jacob, a intervenção do MPDFT pode ser o único recurso capaz de barrar as intenções de Rollemberg de entregar unidades de saúde do DF para o SUS-DF: “Não podemos assistir a terceirização da saúde pública e não fazer nada. Isso é uma obrigação tanto de entidade como dos cidadãos que utilizam o SUS.”, afirmou Josiane.

Durante a reunião o promotor, Jairo Bisol, lembrou a importância de combater a precarização deliberada da saúde pública do DF e afirmou, a partir do recebimento do abaixo-assinado, ter munição para poder trabalhar.

Oficialização

A ação aconteceu após o governador do DF, Rodrigo Rollemberg (PSB), oficializar a utilização de OSs na gestão de unidades de saúde e de outros segmentos do DF (30/Set). Na ocasião Rollemberg anunciou a transferência do atendimento ambulatorial da pediatria do Hospital de Base do DF (HBDF) para o OS,  Instituto do Câncer Infantil e Pediatria Especializada (Icipe), responsável pela administração do Hospital da Criança de Brasília José de Alencar (HCB).

Na ocasião, Rollemberg anunciou que o GDF estuda um projeto de lei para permitir mais parcerias com instituições do tipo. “Nosso objetivo é complementar e ampliar a rede com a participação dessas organizações”, afirmou Rollemberg.

Protestos

Abraço simbólico no HBDF
Abraço simbólico no HBDF

Além do abaixo assinado, outras ações estão acontecendo em protesto à implantação das OSs no DF. Um exemplo foi um abraço simbólico no HBDF (9/Out) realizado por servidores, concursados e usuários do SUS-DF. “Demos a munição ao procurador Bisol. Esperamos que ele promova algum tipo de intervenção para garantir que a Saúde do DF seja 100% SUS.”, afirmou a diretora Jurídica do Sindate, Elza Aparecida.

Atualização: 20/10/2015 às 1h44

Artigo anteriorSindicatos devem radicalizar greve e protocolar no Tribunal de Justiça do DF, pedido de improbidade de Rollemberg
Próximo artigoLiliane Roriz propõe criação de centro tecnológico de digitalização de imagens na rede pública de Saúde do DF