Dia do médico cardiologista é lembrado pela Câmara Legislativa

55
Print Friendly, PDF & Email

Nesta sexta-feira (14), dia do médico cardiologista, a Câmara Legislativa realizou sessão solene para homenagear os profissionais da categoria, por iniciativa do deputado Dr. Michel (PP). “São verdadeiros anjos, que dedicam suas vidas para salvar as vidas dos outros”, elogiou o parlamentar, que é autor da Lei 4.887/2012, que garante o passe-livre para cardiopatas no sistema de transporte público do DF.

Em depoimento emocionado, Janaína Souto, representante da ONG Pequenos Corações, relatou as dificuldades encontradas para tratar crianças com cardiopatia congênita. “Nossa associação acompanha crianças cardiopatas e presta assessoria às famílias. Também atuamos com o objetivo de conscientizar a sociedade dessa realidade, pois infelizmente é um tema que não se discute. Para se ter uma ideia, quando conseguimos iluminar o prédio do Congresso Nacional de vermelho para chamar atenção, todos, inclusive os jornais, acharam que era uma homenagem ao dia dos namorados”, reclamou.

Janaína também descreveu a situação da rede de atendimento do DF. “Quando cheguei em Brasília, em 2011, havia 10 leitos para crianças cardiopatas. Hoje, o número continua o mesmo, embora a fila tenha crescido para cerca de 50 crianças à espera de atendimento. Me choca termos que depender de liminares para garantir leitos e, mesmo assim, há casos em que a Justiça concede o direito, mas o Estado não cumpre. Os pacientes não morrem por causa da gravidade da doença, mas sim pela gravidade da omissão”, criticou.

Wagner Pires, da Sociedade Brasileira de Cardiologia, lembrou que Brasília é um centro de excelência na formação de médicos cardiologistas. “São muitos anos de formação. Hoje somos referência nacional e contamos com profissionais com notoriedade internacional”, afirmou. Ao final da sessão, foram distribuídos certificados em homenagem a médicos cardiologistas de Brasília.

Fonte: CLDF