Secretaria de Educação “requenta” anúncio de contratação de professores concursados

Print Friendly, PDF & Email

Por Luis Ricardo

Em entrevista concedida à imprensa na manhã desta segunda-feira (03), o secretário de Educação, Júlio Gregório, afirmou que a governança do Distrito Federal liberou a contratação de 240 concursados que estão dentro do cadastro reserva. Este mesmo número tem sido anunciado pelo GDF desde o início do ano e até o momento não passou de informação “requentada”.

Desde janeiro de 2015 o governo não contratou nenhum professor concursado e também não abriu seleção para novo concurso público em disciplinas que não tenham professores concursados na área. A questão se agrava ainda mais pelo número de aposentadorias, que até o momento somam aproximadamente 500 professores e orientadores.

Publicidade

Todos nós sabemos que no início de cada semestre a falta de professores(as) acaba sendo mais evidente, problema repercutido pela imprensa em geral. Nos últimos dias a mídia visitou algumas escolas, procurou informações com o Sinpro para saber as áreas mais carentes e a resposta para a falta de profissionais na rede pública de ensino é sempre a mesma: a inércia do governo em não chamar os concursados.

Até o momento o governo não oficializou a contratação de professores concursados junto à Comissão de Negociação do Sinpro, como foi oficializado na manhã desta segunda-feira à imprensa, e mesmo que de fato eles sejam contratados, o número de professores e orientadores educacionais continua sendo insuficiente. Conforme o próprio secretário anunciou, hoje existem professores temporários ocupando lugar de concursados. Isto é uma prática ilegal que o Sinpro tem condenado desde o início das aulas, em fevereiro.

Fonte: Sinpro-DF

Artigo anteriorCelina Leão: CLDF priorizará Saúde, Educação e Segurança Pública no segundo semestre
Próximo artigoIdoso de 71 anos morre com KPC no Hospital Regional de Samambaia