Presidente do Sindicato dos Médicos do DF critica nomeação de Fábio Gondim para a Secretaria de Saúde

179
Print Friendly, PDF & Email

De mesmo partido do governador, Rodrigo Rollemberg (PSB),o presidente do Sindicato dos Médicos do DF (SindMédico), Guttemberg Fialho, falou ao Política Distrital sobre a nomeação dos novos gestores da Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF) que devem tomar posse da pasta na segunda-feira (27/Jul).

O presidente do Sindmédico se mostrou reticente em relação as nomeações de Fábio Gondim, e de Eliene Berg, para secretário de Saúde e adjunto, respectivamente. Entre as principais críticas estão o desconhecimento da estrutura da saúde do DF, as investigações em relação ao portal da Transparência relativo ao período em que foi secretário de Estado em Maranhão, durante o governo de Roseana Sarney (PMDB), e ainda o fato de ser ex-candidato pelo PT, naquele Estado.

De acordo com Fialho as nomeações de Rollemberg para a pasta da Saúde são equivocadas: “Todos queremos que o governo dê certo, mas fico surpreso com essas decisões do governo.”, afirmou.
Na avaliação de Fialho a nomeação de uma pessoa, sob investigação, considerando que a principal plataforma de campanha defendida por Rollemberg durante as eleições era a transparência: “O governador se elegeu sob o discurso da transparência”, criticou.

Publicidade

Fatalmente, é de se presumir que a nomeação de Gondim e Eliene Berg sejam frutos de acaloradas discussões durante a assembleia. Em relação à Guttemberg, vale lembrar que desde o início do governo, o sindicalista, tem se oposto à algumas ações por parte da Saúde do DF.

Em tempo
Uma lista no mínimo inusitada circula pelas redes sociais e grupos do aplicativo Whatsapp e chama atenção. Nela se questiona o motivo de Rollembeg não ter consultado nomes de profissionais de Saúde, que disputaram vagas para deputados federal e distrital durante as eleições em 2014, com votações expressivas. Dentre os nomes estão:

Nome Profissão/Cargo Legenda Votos
Dr. Rafael Barbosa Médico e ex-secretário de Saúde do DF PT 26.399
Juarezão Aux. Administrativo do Hospital de Brazlândia PRTB 15.923
Dr. Charles Médico, ex-diretor do HRT e ex-deputado distrital PR 11.769
Dr. Gutemberg Fialho Médico e presidente do SindMédico-DF PSB 8.858
Dr. Marcus Costa Médico e ex-coordenador regional de saúde de São Sebastião PPL 8.119
Jorge Viana Tec. Enfermagem e vice-presidente do Sindate-DF PSD 7.331
Dr. Roberto Lucena Médico e ex-deputado distrital PMDB 6.139
Dr. Humberto Barbosa Médico e ex- diretor regional de saúde de Santa Maria PRP 2.723

À listagem é associada a crítica que nenhum dos profissionais “reconhecidos pelo currículo”, não foram consultados pelo governador, sobre a nomeação para secretário de Saúde. Dado a exclusão de Barbosa, que por questões óbvias, provavelmente, não seria fruto de objeto de pesquisa por parte de Rollemberg, coube o questionamento. Daí a vem a grande pergunta. A quem Rollemberg anda ouvindo? Os deputados distritais já estão descartados.

Atualização:  26/07/2015 às 18h16

Artigo anteriorLicença-Prêmio: Calote de Rollemberg cria nova crise com servidores públicos do DF
Próximo artigoÀ Queima-roupa: Tadeu Filippelli