9ª Conferência de Saúde no DF inicia na próxima semana

Print Friendly, PDF & Email
Serão escolhidas 35 propostas prioritárias destinadas à rede de atenção SUS
Por Ailane Silva

Com o tema “Saúde pública de qualidade para cuidar bem das pessoas: direito do povo brasileiro”, a 9ª Conferência de Saúde do Distrito Federal (9ª CSDF) será realizada na próxima segunda-feira (20) e terça-feira (21), no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, a partir das 8 horas. A expectativa é de que 800 pessoas participem nos dois dias do evento, aberto ao público, para debater políticas públicas que visam a consolidação do Sistema Único de Saúde (SUS).

Estarão presentes 332 delegados que representam os segmentos usuários, trabalhadores e gestores, que foram eleitos em plenárias locais realizadas, desde março deste ano, em sete macrorregiões do Distrito Federal. Nesses encontros, também foram elaboradas 414 propostas, das quais 35 serão escolhidas na 9ª Conferência como prioritárias para integrar o relatório que será entregue ao governo federal, durante a 15ª Conferência Nacional de Saúde, que ocorrerá no fim do ano.

“As propostas apresentadas serão debatidas e aprovadas para serem entregues aos conselhos nacional e distrital de Saúde, Ministério da Saúde e governo de Brasília. Nós temos dois grandes objetivos: fazer a avaliação da saúde pública e apontar novos rumos para essa política no Brasil e em Brasília”, destacou o subsecretário de Gestão Participativa, Tiago Coelho.

Publicidade

Segundo ele, mais de 2 mil pessoas participaram dos encontros locais para avaliar e criar as propostas que envolvem sete eixos, entre eles, I – Direito à Saúde, Garantia de Acesso e Atenção de Qualidade; II – Participação social; III – Valorização do trabalho e da educação em saúde; e IV – Financiamento do SUS e Relação Público-Privado.

Também fazem parte da pauta os eixos: V – Gestão do SUS e Modelos de Atenção à Saúde; VI – Informação, Educação e Política de Comunicação do SUS; VII – Ciência, Tecnologia e Inovação no SUS; além do eixo transversal VIII – Reformas democráticas e populares do Estado.

“A população é parte integrante e principal nesse processo, porque todo o serviço da rede de atenção à saúde no DF tem como público a população. Então, ela é a protagonista para afirmar o que deseja para ter um serviço de qualidade. Não há nada melhor do que ter a população nos dizendo como gostaria de ser cuidada no que tange à saúde”, disse o secretário, ao lembrar da importância da participação popular no evento.

CONFERÊNCIA – A 9ª Conferência de Saúde do DF é convocada pelo Decreto nº. 36.429, publicada no Diário Oficial do Distrito Federal. O objetivo é fortalecer a participação e controle social no SUS, com ampla representatividade da sociedade.

Para votação das propostas, os delegados (sendo 50% representantes do segmento usuários, 25% do ramo dos trabalhadores e 25% de gestores), além de cem convidados, se reunirão em grupos nos dois dias de evento. Conforme o regulamento da conferência, as propostas que obtiverem 75% ou mais dos votos, em cada grupo de trabalho, e forem aprovadas por dois grupos, serão consideradas aprovadas e encaminhadas à plenária final.

As propostas que não obtiverem aprovação serão submetidas à apreciação da plenária final e serão consideradas aprovadas as que obtiverem aprovação de 50% mais um de votos dos presentes.

9ª Conferência de Saúde no DF
Data: segunda-feira (20) e terça-feira (21), a partir das 8 horas
Local: Centro de Convenções Ulysses Guimarães

Confira aqui a programação.

Fonte: Agência Saúde SES-DF

Artigo anteriorEduardo Cunha: Essa lama eu não vou aceitar
Próximo artigoSecretário de Gestão Administrativa do DF pede exoneração. Começa a reforma política de Rollemberg?