Hélio Doyle iniciou fase de reforma política no GDF?

51
Print Friendly, PDF & Email

Após a saída de do ex-chefe da Casa Civil, Hélio Doyle, substituído por Sérgio Sampaio, o cenário político começa a acenar uma série de mudanças na estrutura do GDF. Mas por enquanto, as articulações acontecem à surdina.

Algumas dessas movimentações possível Política Distrital indica uma série de mudanças que devem começar a ocorrer na estrutura da Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF). Porém, de acordo com uma fonte da cúpula do governo, que não deseja ser identificada: “O secretário de Saúde (João Batista) deve permanecer no cargo até Fevereiro de 2016.”.

Mas entre as revelações da fonte ao Política Distrital, chamou atenção uma quase desistência de dois administradores regionais de Samambaia e de Brazlândia, Claudeci Xavier de Miranda e André Luis Queiroz Rosa, respectivamente.

Segundo informações os administradores procuraram o secretário de Relações Institucionais e Sociais, Marcos Dantas, presidente do PSB-DF, para entregarem os cargos, mas os pedidos de exonerações não foram aceitos.

O Blog falou com Dantas que foi enfático: “Desconheço tal pedido.”. Procurado pelo Blog, Miranda e Rosa não retornaram ligações e mensagens encaminhadas aos administradores, até o fechamento dessa publicação.

Que a tão falada reforma política no GDF é necessária isso todos sabem. Afinal pastas a exemplo das secretarias de Saúde e de Mobilidade e ainda algumas administrações já deram claras demonstrações, que o governador, Rodrigo Rollemberg (PSB), precisa mexer algumas peças no tabuleiro político. À população do DF, resta aguardar, após a saída do Rei, os próximos movimentos.