Policia Militar anuncia o fim dos postos comunitários

Print Friendly, PDF & Email
“Policiamento comunitário é muito mais do que um posto físico”

Os postos comunitários da Polícia militar serão desativados. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (11) pelo chefe do Estado Maior da PMDF, coronel Marco Antônio Nunes, na Câmara Legislativa do DF, durante reunião da Comissão de Fiscalização, Governança, Transparência e Controle. Segundo ele, os postos “macularam o policiamento comunitário” e o policiamento comunitário é “muito mais do que um posto físico e pressupõe mobilidade e interação com a população”.

“Não podemos concordar com o engessamento do policiamento. Precisamos de mobilidade para atuar preventivamente”, disse. De acordo com o militar, o corpo técnico da PM não foi ouvido na implementação do programa, o que contribuiu para sua inviabilização. Outro problema apontado foi a falta de critérios técnicos de localização dos postos. Para o pleno funcionamento dos postos, segundo estimativa do coronel, seriam necessários mais nove mil policiais.

Segundo o coronel, o Tribunal de Contas fez algumas recomendações que não podem ser atendidas. “A saída é não continuar insistindo nesse erro e desativar o programa, que causa prejuízo para a polícia e para a população”, afirmou.

Publicidade

Algumas unidades consideradas estratégicas pela PM serão mantidas, como na Estrutural.  O programa previa inicialmente a implantação de 300 postos, mas somente 131 foram criados, ao custo de R$ 18 milhões. Dezesseis postos comunitários já foram queimados pela população, desde sua implantação. (Com informações CLDF)

Fonte: Diário do Poder

 

Artigo anteriorGDF promete pagar dívida e hospitais decidem manter serviço a PMs
Próximo artigoEntrevista polêmica pode gerar processo contra o ex-secretário Hélio Doyle