Celina Leão deixa Rollemberg a ver ‘estrelas’

89
Print Friendly, PDF & Email
Uma semana após fazer uma dura crítica ao governo de Rodrigo Rollemberg (PSB), a frente do GDF, por manter pessoas vinculadas ao Partido dos Trabalhadores (PT) em cargos comissionados, a presidente da Câmara Legislativa do DF (CLDF), Celina Leão (PDT) anuncia que deixa oficialmente a base do governo. A informação foi confirmada ao blog Política Distrital, Assessoria de Comunicação da distrital.
O motivo da saída é que Leão considera inadmissível que Rollemberg continue a manter milhares de pessoas vinculadas à gestão do ex-governador, Agnelo Queiroz (PT), responsável por deixar o DF no caos financeiro. No discurso em plenário Leão foi taxativa: “Acho realmente que o governo do Distrito Federal precisa mudar muita coisa, a começar, tirando os petistas que ainda estão no governo. E tem vários. Acho que é por isso que talvez muita coisa não mudou. Temos muitos petistas no governo. Em várias áreas. “, afirmou ao lembrar que a atual gestão permanece em ‘apagão de gestão,  “A população escolheu um novo projeto e quer um novo projeto e não o projeto anterior (…) Acho que o governo do Distrito Federal precisa tirar rapidamente retirar os petistas do governo ou compor com o PT oficialmente na base do governo. Até porque isso é muito hipocrisia e hipocrisia é algo que eu nunca permiti na minha vida pública.”, disparou Leão.
PDT de saia justa
A decisão pegou de surpresa os próprios colegas do PDT. Em entrevista ao Fato Online, o senador Cristovam Buarque, desaprovou a decisão a que chamou de “Unilateral” e se mostrou surpreso, pois após conversar com a parlamentar. Buarque pediu que Leão não o fizesse sem antes conversar com o PDT.  “Eu lamentarei muito se ela tomar essa decisão unilateralmente, sem antes conversar comigo, com o presidente do partido Georges Michel e com o senador Antonio Reguffe, não só porque ela não teria que procurar a gente antes, mas por não ter atendido a um apelo meu”, declarou Cristovam, à Fato Online.
1500 herançcas malditas
Na Segunda-Feira (1º/Jun), o blog QuidNovi publicou matéria intitulada ‘Eles juntos e misturados: Governo Rollemberg dirigido por cúpula petista que permanece no Palácio do Buriti, herdada de Agnelo Queiroz em que apresentou uma relação com cerca de 1500 petistas indicados pela cúpula do Partido dos Trabalhadores que ocupam cargos comissionados na gestão Rollemberg, inclusive em cargos estratégicos na Casa Civil
Desgaste político
Sem o apoio da presidente da CLDF, o governo Rollemberg, que aos seis meses de governo ainda não conseguiu consolidar a base de apoio naquela Casa, pode passar por mais um grande desgastes político. Isso em um momento em que o chefe do Executivo, perde popularidade e tenta emplacar mais um projeto de medidas de austeridade, já visto com resistência junto aos Distritais. Outro motivo é que mesmo na base aliada, Leão em nenhum momento deixou os colegas em situação delicada, em detrimento das ‘necessidades’ do Executivo.
Assista ao vídeo em que Leão critica a postura de Rollemberg